Efeito Laércio Oliveira

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 22/03/2017 às 00:34:00

Rita Oliveira

 

Efeito Laércio Oliveira

 

A chegada do deputado federal Laércio Oliveira (SD) ao bloco político do governador Jackson Barreto (PMDB) foi muito significativa para o governo. Possibilitou que JB passasse a ter maioria na bancada federal de Sergipe e um coordenador de bancada aliado, com o próprio Laércio tendo sido escolhido pela maioria para assumir o posto. Além do fato da vinda do deputado para a base governista ter proporcionado uma baixa considerável na oposição.

Como a política é uma via de mão dupla, com a vinda de Laércio para o governo JB cedeu a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciências e Tecnologia (Sedetec) para o seu agrupamento. Até aí tudo bem, mesmo a Sedetec estando naquele momento sob o comando do PRB do deputado federal Jony Marcos e do ex-prefeito Heleno Silva.

A vinda de Laércio para o governo só passou a incomodar alguns aliados de JB, pela grande possibilidade dele ser um dos nomes para uma das vagas de senador e por não ter se contentado só com a Sedetec. Eles já sabem que o deputado quer também os outros órgãos vinculados à secretaria.

Além da Codise, segundo um aliado do governador, Laércio Oliveira está querendo a Fapitec, o Sergipe Tec e o ITPS. “Ele só abriu mão de reivindicar a Sergás, que é uma indicação pessoal do governador, e a Jucese, que está com o agrupamento político dos Reis”, frisou.

Sabe-se que a Fapitec e o ITPS são indicações do PRB e o Sergipe Tec do deputado estadual Luiz Garibalde (PMDB). Com isso, o PRB foi o partido que mais perdeu com a vinda de Laércio Oliveira para a base aliada do governo. Pode ficar somente com a Adema.

O PSD do deputado federal Fábio Mitidieri também está começando a se incomodar com a força de Laércio. Até porque só tem no governo a Secretaria de Esporte, que está sem sede e estrutura desde quando ela foi criada.

Mitidieri e Heleno tem a pretensão de disputar o Senado, assim como o ex-deputado federal Rogério Carvalho (PT). No agrupamento do governador, no caso dele não disputar o Senado, Heleno Silva não deve criar dificuldades em ser candidato a vice-governador.

Ai a chapa governista estaria fechada com o peemedebista Belivaldo Chagas (governo), Heleno Silva (vice), e Rogério Carvalho e Fábio Mitidieri (Senado). O problema está em Laércio Oliveira, que deseja disputar o Senado ou até mesmo o governo.  

Foi como uma ofensiva e até mesmo para frear a força de Laércio Oliveira no governo, que no último sábado Heleno Silva, Jony Marcos, Fábio Mitidieri, Rogério Carvalho e o deputado federal petista João Daniel se reuniram. Na oportunidade, fizeram um pacto de unidade nas decisões políticas dos três partidos PRB, PSD e PT. 

Agora, o governador Jackson Barreto, acostumado a todo tipo de situação política, vai ter que ter muita água, nesse período de seca, para apagar esse incêndio no seu agrupamento e não ter problemas maiores agora e em 2018...     

.......................................................................................

 

Queixa política

Segundo um aliado do governador Jackson Barreto (PMDB), não dá para entender a força do deputado federal Laércio Oliveira (SD) no governo. “O seu partido não tem tempo de TV, não tem voto popular. Só tem Laércio”, disse à coluna.

 

Na festa do PRB

A convite do deputado federal Jony Marcos (PRB) e do ex-prefeito Heleno Silva (PRB), o ex-deputado federal Rogério Carvalho (PT) participou de evento religioso “Sergipe no Altar”, no último sábado a noite, no Santos Dumont. Na festa, que teve como atração musical Damares e Comunidade de Nilópolis, o presidente estadual do PT ficou bem entrosado com o povo do PRB.

 

Voto declarado

No almoço do sábado entre as lideranças do PSD, PRB e PT, Jony Marcos e Heleno Silva chegaram a declarar que vão votar no ex-presidente Lula se ele disputar novamente a presidência da República em 2018. A força desse novo bloco estará em uma eventual candidatura de Lula ao Planalto.

 

Ponto de vista

De um dos participantes da reunião do PSD, PRB e PT: “Uma eleição para o governo entre Belivaldo Chagas e Eduardo Amorim seria morna. Já pensou uma eleição com Rogério Carvalho e André Moura disputando o governo, e Lula como candidato a presidente?”.   

 

Ponto para os sergipanos

Os três senadores de Sergipe – Antônio Carlos Valadares (PSB), Eduardo Amorim (PSDB) e Maria do Carmo Alves (DEM) – estão entre os 46 senadores que assinaram a CPI da Previdência. O requerimento pedindo a instalação da CPI foi protocolado ontem à tarde pelo senador Paulo Paim (PT-RS).

 

A favor da CPI 1

O senador Amorim disse que assinou a CPI da Previdência para que se investigue mais. Entende que um estudo mais detalhado tem de ser feito em relação à reforma da previdência.

 

A favor da CPI 2

Do senador Eduardo Amorim: “Ninguém conte comigo para tirar direitos do trabalhador. Principalmente, do trabalhador que acorda cedo para tirar leite da vaca”.

 

Alfinetada

Do deputado federal Valadares Filho (PSB) sobre a Operação Babel, da Polícia Civil de Sergipe, através do Deotap, visando apurar possíveis cometimentos de crimes da contratação de empresa para a coleta de lixo na capital: “A operação da polícia civil hoje [ontem] em Aracaju demonstra mais uma vez que a Câmara Municipal tem que ir a fundo na CPI do lixo. Os aracajuanos tem o direto de saber até que ponto são as relações da Torre com a atual gestão da PMA”. A operação investiga contrato da prefeitura com a Torre em 2010.

 

Por unanimidade

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, na sessão de ontem, recebeu denúncias contra o prefeito Valmir Monteiro (PSC-Lagarto) por supostas práticas de peculato e de dispensa indevida de licitação, durante a sua gestão como prefeito do Município de Lagarto no período entre 2009 e 2012. Com o recebimento das denúncias, e pelo fato do réu possuir foro por prerrogativa de função, as Ações Penais Originárias serão instruídas no Tribunal de Justiça, cumprindo os ditames constitucionais do contraditório e da ampla defesa.

 

Na Assembleia Legislativa

No “Dia Internacional do portador de Síndrome de Down”, o deputado estadual Robson Viana (PEN) lembrou sobre a importância de se criar mecanismos para inserir essa parcela da população no contexto social. Conseguiu aprovar, por discussão única, a indicação nº 164 que solicita do Governo de Sergipe que institua nos hospitais públicos registro e a comunicação imediata do nascimento de crianças com Síndrome de Down às instituições e associações especializadas que desenvolvam atividades com pessoas com necessidades especiais no Estado. Para ele, a indicação é importante por acabar a forma preconceituosa que ainda existe na sociedade brasileira.

 

Ato do PSTU

Hoje, às 18h, o PSTU Sergipe realizará debate com o tema "O significado da eleição de Trump e a luta dos trabalhadores no mundo". O ato acontecerá no Sindipetro AL/SE e contará com a presença do economista argentino e membro dirigente da Liga Internacional dos Trabalhadores (LIT), Alejandro Iturbe.

 

 

Veja essa...

O relator da reforma política, deputado Vicente Cândido (PT-SP), afirmou ontem - durante seminário sobre sistemas eleitorais promovido pela Comissão Especial da Reforma Política em parceria com o Tribunal Superior Eleitoral - que vai propor sistema de financiamento de campanhas de deputados em que 70% dos recursos sejam públicos e 30% venham de contribuições de eleitores, no limite de um salário mínimo e com proibição de autofinanciamento. Ele confirmou ainda que vai propor, em seu relatório, votação em lista fechada para as eleições de deputados federais, estaduais e vereadores em 2018, 2020 e 2022, além de sistema distrital misto a partir de 2026, baseado no sistema alemão.

 

 

CURTAS

 

Vereadores da oposição na Câmara Municipal de Aracaju aproveitaram a Operação Babel, deflagrada ontem pela Polícia Civil, para ressaltar a importância da instalação da CPI do Lixo. Requerimento pedindo a sua instalação já foi protocolado na Casa.

 

Entre os que frequentam a Câmara o entendimento é que a oposição está bem com a boa atuação dos vereadores Elber Batalha (PSB), Emília Correia (PEN) e Vinícius Porto (DEM), que como ex-presidente por quatro anos conhece como ninguém o regimento da Casa.

 

Também é entendimento que na base governista somente o líder do prefeito, Antônio Bittencourt (PCdoB), vem se destacando. Mas por estar sobrecarregado precisaria de reforço maior para defender a gestão do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB).

 

Foi lembrado o nome do suplente de vereador Anderson Gois (PRB), que nos dois meses que passou como vereador teve uma atuação parlamentar muito boa. Para Anderson assumir, o prefeito terá que convocar para a administração municipal o vereador pastor Alves (PRB) ou Bigode (PMDB).  

 


O ministro Osmar Terra (Desenvolvimento Social e Agrário) chegou ontem em Aracaju para o lançamento e assinatura de adesão do Governo de Sergipe ao programa Criança Feliz, na companhia do deputado federal Fábio Reis (PMDB) e do ex-deputado federal Sérgio Reis (PMDB). No aeroporto, o ministro foi recepcionado pelo governador Jackson Barreto, o prefeito Edvaldo Nogueira e o secretário Zezinho Sobral (Inclusão Social).

 

Edvaldo aproveitou a oportunidade da vinda do ministro a Sergipe para entregar o Plano Municipal de Enfrentamento à Violência.