Colocando o feito a ordem

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 14/03/2017 às 00:25:00

Rita Oliveira 

 

Colocando o feito a ordem

 

Nos últimos 30 dias aliados do governador Jackson Barreto (PMDB) não estão bem sintonizados, não estão falando a mesma língua. Estão postando nas redes sociais ou dando entrevista a imprensa que podem resultar em conflito mais na frente no agrupamento político governista.

Primeiro foi o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) criticando nas redes sociais o fato de Antônio Hora ter assumido a Secretaria de Esporte em janeiro e até hoje não ter conseguido trabalhar porque o secretário de Turismo, Fábio Henrique, não deixou as instalações do prédio.

O problema surgiu quando o governador desvinculou a Secretaria de Turismo e Esporte, que funciona na Arena Batistão. O novo secretário de Esporte pleiteia que a sede da secretaria permaneça no Batistão, por ser o local adequado para funcionar, e que, portanto, deixe o espaço a Secretaria de Turismo.

Por conta disso, Fábio Mitidieri, cujo seu partido indicou Antônio Hora para a Secretaria de Esporte, postou no twitter, no dia 15 de fevereiro, a seguinte nota:  “Secretário de Esportes não consegue iniciar seus trabalhos porque a Secretaria de Turismo não desocupou o Baptistão. É a história do ganhou mas não levou”.  Não foi a única postagem.

Recentemente o deputado federal Jony Marcos (PRB), em entrevista a imprensa, defendeu que as duas vagas para o Senado em 2018 sejam preenchidas pelos aliados antigos do governador. Disse claramente que o deputado federal Laércio Oliveira (SD) deveria ficar de fora da disputa do Senado, por vir para a base do governo somente este ano.

Indiretamente, o ex-prefeito e ex-deputado federal Heleno Silva concordou com as colocações de Jony Marcos, que é candidato à reeleição. Até porque Heleno é candidato ao Senado em 2018, vaga que também é pleiteada pelo deputado Fábio Mitidieri no caso de JB não ser candidato.

Para dar um freio de arrumação na sua base aliada, o governador ofereceu ontem um jantar aos aliados, no Palácio de Veraneio. O café político teve como objetivo aparar arestas, unificar o grupo em descompasso, não dar discurso para a oposição.

Entre os presentes os aliados deputados federais, estaduais e o ex-prefeito Heleno Silva.

 

.....................................................................................

 

Grande encontro

O governador Jackson Barreto (PMDB) viaja amanhã a Brasília, onde terá um encontro com o líder do governo no Congresso Nacional, André Moura (PSC). Na pauta, a discussão de benefícios para Sergipe, a exemplo do Canal de Xingó.  

 

Ponto de vista 1

O ex-vereador Marcélio Bomfim, que foi companheiro por vários anos do governador Jackson Barreto, acredita que JB será candidato ao Senado em 2018, mesmo dizendo hoje que não é. “Ele não tem um candidato competitivo a governador. Vai querer garantir um mandato de senador”, disse à coluna Marcélio.

 

Ponto de vista 2

Como veterano da política sergipana, Marcélio disse não ter dúvidas que os dois senadores eleitos em 2018 são Jackson Barreto e Antônio Carlos Valadares (PSB). “O senador Eduardo Amorim (PSC) vai disputar o governo, por achar que tem mais chances de ser eleito do que disputando a reeleição”, avalia.

 

Projeto polêmico 1

Nos próximos 15 dias o presidente da Câmara Municipal de Aracaju, Nitinho (PSD), colocará na pauta de discussão e votação da Casa um projeto de resolução de sua autoria propondo emenda à Lei Orgânica nº 1/2017, que suprime o §3º do art. 239 da Lei Orgânica Municipal, impedindo que a majoração do preço da passagem do ônibus urbano seja submetida à Câmara de Vereadores. O seu objetivo é dar autonomia ao prefeito de plantão a conceder aumento da passagem de ônibus coletivo.

 

Projeto polêmico 2

Na concepção de Nitinho, a Câmara não tem competência para votar essa matéria. “Quem tem o poder de fazer concessão de transporte é a Prefeitura de Aracaju, então que arque com isso. O vereador tem o poder de questionar o aumento e não dar o aumento”, avalia, enfatizando que sempre votou contra o aumento da tarifa de ônibus.

 

Projeto polêmico 3

O vereador Iran Barbosa (PT) já se manifestou contrário ao projeto. Segundo ele, o reajuste da tarifa do transporte coletivo incide diretamente sobre a vida da população aracajuana e, portanto, o Poder Legislativo, que é representante do povo, deve participar das discussões e votar sobre o tema.

 

Projeto polêmico 4

"Se essa proposta de Emenda à Lei Orgânica for aprovada, será retirada a possibilidade do debate e definição do tema na Câmara de Vereadores e haverá, com isso, uma diminuição do espaço de participação popular no acompanhamento da deliberação desse tema”, acredita Iran.

 

CPI do Lixo 1

O líder do prefeito na Câmara Municipal, vereador Antônio Bittencourt (PCdoB), lamenta que “forças externas” estejam interferindo no Poder Legislativo. Referiu-se a apresentação de requerimento para criação da CPI do Lixo, quando o prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) só tinha menos de 60 dias no comando do município.

 

CPI do Lixo 2

Segundo Bittencourt, a CPI tem apenas natureza política por isso o agrupamento do prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) vai se utilizar da maioria para derrubá-la. “Não vamos permitir influência externa na Câmara do grupo derrotado nas eleições de 2016”, afirmou. 

 

Posse

O ex-presidente da Codise, Rosman Pereira, assume na manhã de hoje a presidência da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS). À tarde visitará o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) e já nessa quarta-feira se reunirá com os superintendentes dos hospitais regionais.

 

Resposta a Almeida 1

O ex-secretário da Saúde (SES), Zezinho Sobral, saiu com nota sobre as declarações do atual secretário da pasta, Almeida Lima, com relação a Fundação Hospitalar. Diz que o processo que o MPF ingressou trata de não renovação de contrato da SES com a FHS e não existe a questão de extinção e que, portanto, nenhum acordo poderia ser feito para extinguir a fundação.

 

Resposta a Almeida 2

Segundo Zezinho, as duas audiências em que se tratou do tema na justiça federal foram realizadas no auditório com todos os sindicatos e com a imprensa transmitindo em tempo real, além de uma plateia de mais de 300 pessoas.

 

Resposta a Almeida 3

Revela que na segunda audiência foi esclarecido pelo MPF que não existe até o momento decisão dos tribunais superiores no BR, que permita que os servidores concursados da FHS sejam absorvidos pelo Estado. “O único acordo feito foi de gestão monitorada com um grupo de estudos para avaliação e implementação de medidas com objetivo de melhorar a assistência ao usuário do SUS, reiterando que nunca houve proposta de extinção da fundação ou do contrato da SES com a mesma em virtude dos 5.800 concursados CLTistas”, frisou.

 

Veja essa...

Informações chegadas à coluna dão conta que no protesto que o Sintese organizou ontem de manhã na porta da casa do governador Jackson Barreto, com os aposentados sendo acorrentados, foi esquecido o cadeado na hora de tirar a foto. O protesto, que só durou uma parte da manhã, foi pelo atraso no pagamento dos salários. Os aposentados só vão receber hoje a aposentadoria de fevereiro.

 

CURTAS

Na Procissão de Nosso Senhor dos Passos, em São Cristóvão, o governador Jackson Barreto estava acompanhado dos novos aliados, os ex-integrantes da oposição: deputado federal Laércio Oliveira (SD) e deputado estadual Capitão Samuel (PSL).

 

Também acompanhavam JB o vice-governador Belivaldo Chagas (PSB), o prefeito Marcos Santana (PMDB), o vice Adilson Júnior (PDT), os deputados federais Fábio Reis (PMDB) e João Daniel (PT), e o presidente da Câmara, vereador Nitinho (PSD).

 

Em conversa com a coluna Nitinho disse que em dois meses como presidente da Câmara conseguiu economizar R$ 1,5 milhão. E que vai continuar economizando porque a sua meta é construir a sede própria da Câmara, cujo governador já fez a doação do terreno. 

 

Do deputado federal Fábio Mitidieri: “2018 ainda está distante e toda conversa agora é prematura. Mas quem pretender ter o apoio do PSD, deve guardar a vaga na majoritária”.

------------------------------------------------------------------ 

Durante a procissão de Nosso Senhor dos Passos, em São Cristóvão, no domingo, o governador Jackson Barreto (PMDB) conversou muito com o deputado federal Adelson Barreto (PR), na companhia do prefeito de São Cristovão, Marcos Santana (PMDB).

Entre aliados de JB é dado como certo que Adelson Barreto passará a integrar a base aliada do governador, o levando a ter uma bancada de seis deputados federais na Câmara. E que o ex-vereador Adelson Barreto Filho (PR), o Tijói, que assume a Assembleia Legislativa dará sustentação ao governo na Casa. Tijói, inclusive, também conversou com JB na procissão.