Embate entre oposição e governo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/02/2017 às 00:26:00

Rita Oliveira

 

Embate entre oposição e governo

 

Há algum tempo Sergipe vem acompanhando uma disputa de prestigio político em Brasília entre os senadores Antônio Carlos Valadares (PSB) e Eduardo Amorim (PSC) e o governador Jackson Barreto (PMDB). Governador e senadores não deixam de registrar fotos e colocar na mídia e nas redes sociais das visitas que fazem aos ministros e ao próprio presidente Michel Temer.

Tem até queda de braço entre oposição e situação para a vinda de ministros a Sergipe para anunciar medidas em benefício do povo sergipano. Recentemente teve o episódio da vinda ao estado do ministro Hélder Barbalho (Integração Nacional) para anunciar ações de combate à seca. Valadares e Amorim anunciaram que o ato seria na sede da Codevasf.

Como essa é uma ação de governo, Jackson Barreto se recusou a deixar o Palácio de Despachos para ir ao ato de assinaturas de convênios agendado para a Codevasf. Disse que governador se reúne com ministro na sede do Palácio de Governo, que institucionalmente é a casa que deve receber.

Vale ressaltar que tanto o governador quanto os senadores disseram que trataram primeiro da questão da seca em Sergipe com o ministro.

Com o impasse, o ministro da Integração acabou não vindo a Sergipe na última segunda-feira. Ele fez a opção de assinar em Brasília, na próxima terça-feira, às 10h, o convênio de ações de combate a seca em 28 municípios do estado que se encontram em situação de emergência.

Hoje é o ministro Alexandre de Moraes (Justiça) quem vai estar em Sergipe lançando o Plano Nacional de Segurança Pública. O ato acontecerá no Palácio dos Despachos, às 10h, oportunidade em que entregará oficialmente quatro veículos-cela para o sistema prisional do estado.

O secretário de Justiça, Cristiano Barreto, afirma que conseguiu estas viaturas após audiência com ministro, no dia 17 de janeiro deste ano. Os senadores Eduardo Amorim e Valadares declaram que conseguiram incluir Sergipe no Plano Nacional de Segurança Pública, que só seria lançado inicialmente em Natal e Porto Alegre.

Essa disputa de poder não é boa para Sergipe, que sempre teve como referencial a unidade de oposição e situação em prol do povo de Sergipe.

...................................................................................

Justificativa

Em entrevista a mídia nacional, o ministro Alexandre de Moraes (Justiça) disse que a escolha de Natal, Porto Alegre e Aracaju tem relação com o número de homicídios que cada uma das localidades possui. “As capitais do Rio Grande do Norte e do Rio Grande do Sul porque tiveram problemas penitenciários, e isso gerou um aumento no número de homicídios no segundo semestre do ano passado. Já Aracaju foi escolhida porque Sergipe é o Estado com maior taxa de homicídios por 100 mil habitantes”.

 

 Metas do PNS

Segundo o ministro, são metas do Plano Nacional de Segurança: redução anual dos homicídios em 7,5% nas capitais e cidades de regiões metropolitanas; aumento na celeridade das investigações e processos em 20% nas capitais e cidades de regiões metropolitanas; ter informações completas e detalhadas, em tempo real, de todo o sistema penitenciário até dezembro; reduzir a superlotação nos presídios em 15% até 2018; aumentar em 10% a quantidade de drogas e armas apreendidas em 2017; e aumentar em 15% a quantidade de drogas e armas apreendidas em 2018.

 

O que vem pra Sergipe

Com a adesão de Sergipe ao PNS, 150 homens da Força Nacional de Segurança passarão a atuar em Aracaju. Serão 120 PMs no policiamento ostensivo, 24 policiais civis para reforçar o Departamento de Homicídios (DHPP) e seis agentes que atuarão na área pericial. O efetivo foi definido após tratativas entre a Secretaria Nacional de Segurança Pública e a Secretaria de Estado de Segurança Pública. A previsão para início de ação da Força é 15 de fevereiro.

 

Duas vezes

Em três meses, esta é a segunda visita a Sergipe de Alexandre Moraes. Em novembro de 2016, o ministro veio a Aracaju para inaugurar o novo Sistema de Radiocomunicação Digital da Segurança Pública. O sistema foi implantado por meio do Programa Brasil Mais Seguro e possibilita que os órgãos de segurança pública, em todas as suas esferas, comuniquem-se digitalmente. O projeto é pioneiro no país e Sergipe é o primeiro estado do Brasil a ter 100% de cobertura de comunicação digital.

 

Na mira do TCE 1

Na manhã de ontem o Pleno do Tribunal de Contas do Estado julgou dois protocolos que envolvem a Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura de Aracaju, na gestão de Carlos Batalha. Nos dois casos, que tem como relator o conselheiro Ulices Andrade, concluiu-se pela autuação, ou seja, determinou-se inspeção para analisar melhor os dois problemas envolvidos.

 

Na mira do TCE 2

O primeiro protocolo é um pedido do Ministério Público do Estado de análise técnica para instruir inquérito civil sobre a legalidade do contrato firmado com a empresa Agogô Marketing Promocional, num valor de R$ 4 milhões e que recebeu quatro aditivos ao longo do período da prestação do serviço. Trata-se de uma empresa da Bahia que trabalha com eventos.

 

Na mira do TCE 3

O segundo protocolo foi dado entrada no TCE pelo próprio ex-secretário Carlos Batalha, visando demonstrar “o cuidado da administração municipal em minimizar os gastos” com o Forró Caju de 2016. Mas, como um dos conselheiros afirmou durante o julgamento, foi o “feitiço contra o feiticeiro”, já que o ex-gestor não apresentou ao órgão de controle as documentações necessárias com o detalhamento dos gastos da festa até o último dia subsequente ao evento, ou seja, até o dia 31 de julho passado. Resultado, o Ministério Público de Contas quer que se apure quanto e como realmente a Prefeitura gastou com o último Forró Caju.

 

Solidariedade 1

Vários políticos de Sergipe e do país demonstraram ontem sentimento de pesar com o falecimento da mulher do ex-presidente Lula, Marisa Letícia. Declarou o governador Jackson Barreto: “É com pesar e tristeza que recebo a notícia da morte cerebral da ex-primeira-dama do Brasil, Dona Marisa Letícia Lula da Silva. Sua trajetória, ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, deixou uma marca para nosso povo, de uma mulher forte que soube superar dificuldades em momentos marcantes da história de nosso país. Em nome do povo sergipano, envio nossos votos de pesar ao amigo e ex-presidente Lula. Que Deus a receba e conforte seus familiares, amigos e admiradores”.

 

Solidariedade 2

Em nota de pesar pelo falecimento da ex-primeira dama, a deputada estadual Ana Lúcia (PT) disse que “Marisa Letícia foi vítima flagrante dos ataques protagonizados pela direita inescrupulosa do nosso país, num dos episódios mais tristes de perseguição e sucessivas calúnias da história do Brasil”.

 

Solidariedade 3

Prosseguiu a deputada: “Diagnosticada com um aneurisma há cerca de 10 anos, Dona Marisa foi morta pela pressão a que foi submetida: a pressão da caça a Lula; a pressão das mentiras insistentemente repetidas com o intuito de manchar e destruir sua trajetória de dignidade, de seu companheiro e de sua família; a pressão motivada pelo preconceito contra um operário que se tornou o maior líder popular de uma nação e que chegou à presidência; e, sobretudo, a pressão motivada pelo medo ante as transformações implementadas por um governo democrático, popular e de esquerda, liderado pelo PT e por Lula”.

 

Solidariedade 4

A bancada do PSDB na Câmara manifestou também pesar pelo falecimento de Marisa Letícia e prestou solidariedade ao ex-presidente Lula, seus filhos, netos e amigos pela "perda irreparável". O presidente do partido, senador Aécio Neves (MG), disse nas redes sociais que telefonou para Lula para expressar condolências.  “Conversei hoje [ontem] com o ex-presidente Lula e manifestei a ele e seus familiares o sentimento de profundo pesar de toda a minha família pelo falecimento de dona Marisa Letícia.”

 

Veja essa...

O governador Jackson Barreto visitava ontem de manhã as obras do novo terminal pesqueiro, ao lado do Mercado Central de Aracaju, mas os jornalistas só queriam saber sobre as eleições de 2018. Quando uma repórter insistiu sobre o tema, o governador declarou: “Minha filha, isso está muito longe. Hoje eu estou tratando é de pescar...”

Repórter: “E está conseguindo pegar muitos peixes?”

JB responde: “Cada peixão, tanto na capital quanto no interior...”

E saiu dando risadas...

-

CURTAS

 

Pelo menos 10 prefeitos da gestão anterior estarão bem encrencados com a Operação Antidesmonte desenvolvida pelo Tribunal de Contas do Estado e Ministério Público, visando combater a desorganização administrativa e a dilapidação do patrimônio público no final da gestão dos prefeitos em 2016. O trabalho deve ser divulgado em março próximo.

 

Nesta sexta-feira a militância e o Diretório do PT Sergipe vão realizar uma homenagem a Marisa Letícia. A partir de meio dia, estarão em vigília na sede do partido. Após a vigília, será realizado um Ato Ecumênico em frente a sede do partido.

 

 

Capela estava em festa ontem com em comemoração ao dia da padroeira da cidade. Por conta do feriado do dia da padroeira, a prefeita Silvany Sukita assinou decreto estabelecendo ponto facultativo para os servidores públicos nesta sexta-feira.

 

O ministro Edson Fachin - que foi sorteado ontem para relatar os processos da Operação Lava Jato, que estavam sob comando do ministro morte em acidente Teori Zavascki - disse, por meio de nota à imprensa, que vai cumprir seu dever com "prudência, celeridade, responsabilidade e transparência".

------------------------

 

Foi bem concorrida a posse do advogado Alexandre Porto na Controladoria-Geral do Município de Aracaju, realizada ontem à tarde, no Centro Administrativo Aloísio Campos. Alexandre, que assume pela primeira vez um cargo público, é filho do secretário Benedito Figueiredo (Governo) e deve ser candidato a deputado federal em 2018 pelo PMDB, como já informou a coluna.