O João de sempre

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 16/08/2012 às 10:25:00

Depois de um longo tempo afastado da campanha eleitoral, cerca de 15 dias, por se encontrar em São Paulo acompanhando o problema de saúde de uma das filhas, o candidato à prefeitura municipal de Aracaju João Alves Filho (DEM) retorna a Sergipe  e se reintegra à campanha. Ontem de manhã ele tomou café da manhã com empresários do setor imobiliário e da construção civil, em um hotel da orla.

Na oportunidade, João Alves apresentou as diretrizes do seu plano de governo para esses segmentos empresariais. Falou da proposta de criação de uma Secretaria Municipal de Meio Ambiente, disse que se eleito prefeito fará levantamento dos terrenos do município de Aracaju que podem ser usados na construção de habitações destinadas às famílias de baixa renda e a construção de novos atrativos turísticos para a cidade.

Depois de apresentar algumas propostas, João Alves, do nada, falou: "Nessa campanha eleitoral não estou tendo o apoio dos empresários da construção civil, mas no meu governo, se eu for eleito pela vontade de Deus e do povo, eles terão o meu apoio, principalmente os pequenos e médios empresários do ramo".
João chegou a alfinetar os empresários por não ter o seu apoio e a criticar indiretamente o seu adversário Valadares Filho (PSB). Foi quando afirmou: "Infelizmente falta ao empresário de Sergipe a sensibilidade na hora de pesar a diferença de um candidato que é executivo e que sabe fazer, para aquele que é um neófito".

Depois o candidato a prefeito do DEM criticou o Plano Diretor de Aracaju que está sendo concluído pela Câmara Municipal.  "Não dá para planejar o desenvolvimento urbano com pessoas que não têm expertises nisso. Não julgo o idealismo dos vereadores, mas o desenvolvimento urbano hoje é de uma complexidade imensa. Exige um trabalho macro. A gente não pode, por exemplo, dar soluções para o transporte sem um plano urbanístico, e quem vai fazer isso é o plano diretor, que não deve ficar somente na Câmara de Vereadores. Se eu for reeleito vou reformular o plano, criando meios para aumentar a densidade urbana, sem causar prejuízos", declarou.

Ressaltou João que o ideal, certo e racional, é deixar o Plano Diretor para a próxima gestão municipal, independente de quem vai ser o prefeito eleito. "Pode ser eu, ou outro prefeito, mas o que importa é que o próximo gestor terá quatro anos para organizar isso com um plano de desenvolvimento da cidade de acordo com a realidade atual".

Trocando em miúdos,  João Alves alfinetou os empresários do ramo imobiliário e da construção civil por não o apoiarem e chamou os vereadores de incompetentes para elaborar o Plano Diretor de Aracaju, mesmo com as dezenas de audiências públicas realizadas.

Defesa
A relatora do Plano Diretor de Aracaju, vereadora Miriam Ribeiro (PSD), demonstrou insatisfação com o candidato João Alves (DEM) por dizer que os vereadores não podem planejar o desenvolvimento urbano por não terem "expertises nisso".  Afirmou a parlamentar à coluna: "Dr. João não pode criticar um plano que não conhece. Nós realizamos 36 audiências públicas em todos os bairros da capital, ouvimos a OAB e o Ministério Público. O que Dr. João quer é que a gente não vote o plano este ano, mas nós vamos votar porque todos nós trabalhamos para isso e somos capazes".
Quadro
 Após julgamento no Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SE),  vários candidatos a prefeitos nos municípios sergipanos tiveram suas candidaturas indeferidas, indeferidas com recursos e deferidas com recursos.

Pedrinhas
Em Pedrinhas mesmo, os dois candidatos aguardavam julgamento no TRE. O candidato Zé de Bá (PSD) teve sua candidatura deferida e o seu adversário Rui Barreto (PSC) teve sua candidatura indeferida.

Santa Luzia
No município de Santa Luzia do Itanhy os dois candidatos a prefeitos que aguardavam julgamento de recursos tiveram suas candidaturas indeferidas com recurso: Edinei Carvalho (PSB) e Paulo César (PSDB).

Gararu
Os dois candidatos a prefeitos no município - Toinho de Rolemberg (PTdoB)  e Elizabeth (PSC) - tiveram suas candidaturas indeferidas com recursos.

Umbaúba
Os três candidatos a prefeito de Umbaúba aguardavam julgamento no TRE com relação a suas candidaturas. O pleno do Tribunal deferiu as candidaturas do Professor Anderson (PT) e Pedrita de Dona Batista (PHS), mas indeferiu com recurso a do candidato Zé de Francisquinho (PDT).

Tobias Barreto
No município todos os quatro candidatos a prefeito que aguardavam julgamento tiveram suas candidaturas deferidas. São eles: Dilson de Agripino (PT), Popey (PR), Pastor Chicão de Tito (PSOL) e Marcos Andrade (PPS).

Pacatuba
No município todos os cinco candidatos a prefeito aguardavam recurso. Tiveram suas candidaturas indeferidas com recursos: Diva (PMDB) e Luis Carlos (DEM). Já os outros três candidatos tiveram suas candidaturas deferidas: Alexandre Martins (PSC), Edson do Camarão (PMN) e Drª Ligia (PP).

Dores 1
Em Nossa Senhora das Dores dois candidatos a prefeito registraram suas candidaturas pelo PDT: Fernando Lima e Dr. Thiago. A justiça eleitoral considerou o registro de Fernando Lima, indeferindo, portanto, a candidatura de Dr. Thiago.

Dores 2
Os outros dois candidatos a prefeito no município também aguardavam julgamento no TRE e tiveram suas candidaturas deferidas: Aldon (PSB) e Fernanda Lima (PTB). Com o deferimento das candidaturas desses dois candidatos e de Fernando Lima e o indeferimento de Dr.Thiago, o município passa a ter somente três candidatos.

Curiosidade
Em Nossa Senhora das Dores todos os candidatos a prefeito declararam que pretendem gastar na campanha eleitoral a importância de R$ 300 mil, conforme informações de custo de campanha no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Itabaianinha
No município, o candidato Klecinho de Farmacinha (PP) teve sua candidatura indeferida conforme dados do site do TSE. Ele estava na disputa com os candidatos Peixe (PPS) e Robson da Laranja (PSDB).

Itaporanga
Em Itaporanga D`Ajuda o candidato Carlinhos da Padaria (PTdoB) teve sua candidatura indeferida. Os candidatos Cesar Mandarino (PSC) e Gracinha (PSDB), que também aguardavam julgamento, tiveram suas candidaturas deferidas.

Indiaroba
No município, os dois candidatos aguardavam julgamento no TRE. Adinaldo (PCdoB) e Aías (PSL) tiveram suas candidaturas deferidas e Zé Leal (PT) teve sua candidatura indeferida com recurso.

Pendentes
Tiveram suas candidaturas indeferidas com recurso pelo TRE os candidatos a prefeito: Jonas (PRB/Feira Nova), Gusta (PTB/Divina Pastora), Roque (PSC), Anderson (PSB) e Chicão Almeida (PT).

Tranquilos
Em Siriri, Simão Dias, São Domingos, Pirambu, Macambira, Cumbe e Carmópolis todos os candidatos a prefeito aguardavam julgamento e tiveram suas candidaturas deferidas.  Em Simão Dias: Toinho Valadares (PPS), Zé Valadares (PSB) e Marival Santana (PSC); em Siriri: Dal (DEM), Zé Rosa (PSB) e Zelina (PRB); em São Domingos: Robson Mecena (PP) e Pedrinho (PT); em Pirambu: Elinho (PSC), Eliza (PCB), Vado de Gago (PT) e Dr. Nilton (PMDB); em Macambira: Luciano de Vital (PT) e Ricardo Alves (PSD); em Cumbe: Ninho do Povo (PTC), Marcelo Moraes (PSD) e Terezinha Moura (PSC); em Carmópolis: Esmeralda (PT), Pablo Passos (PSL) e Volney Leite (PSC).

Debate
Hoje tem debate dos candidatos a prefeito da capital promovido pela Rádio Cultura AM, em parceria com o Conal e OAB/SE. O debate será realizado em cinco blocos, das 7h às 10h, no Centro de Convenções, tendo como mediador o radialista Jairo Alves. Não está na agenda do candidato João Alves desta quinta a presença no debate.

No Planalto
O governador Marcelo Déda (PT) foi ontem a Brasília participar do lançamento do Programa de Investimentos em Logística, lançado pela presidenta Dilma Rousseff. Segundo Déda, o programa vai beneficiar diretamente o transporte ferroviário de Sergipe. "Para o Estado representa um modal alternativo muito auspicioso e um novo estímulo para os investidores já que, entre os 12 trechos ferroviários contemplados pelo anúncio do Governo Federal, está a ligação Salvador-Recife, cruzando Sergipe. O anúncio do Governo Federal acontece no momento em que novos investimentos, muito dependentes da infraestrutura de transportes, chegam ao Estado".

Curtas
O Tribunal de Contas de Sergipe (TCE/SE) rejeitou, por unanimidade, as contas do ex-prefeito de Rosário do Catete, Laércio Passos, referente ao ano de 2003. Razão:  ausência de balanço financeiro e  incompatibilidade dos dados informados referentes à receita prevista e arrecadada no SISAP.

Os professores do Estado se reúnem hoje em assembleia, às 15h, no Instituto Histórico e Geográfico. Na pauta: reajuste do piso da categoria e a audiência da comissão de deputados com o governador Déda.

O senador Eduardo Amorim (PSC) participou ontem, em Nossa Senhora da Glória, da procissão da padroeira que leva o mesmo nome do município. O parlamentar retorna a Glória, após visita no último sábado, quando esteve no comércio local com o candidato a prefeito Jairo Santana (PTdoB).

A Operadora  Claro deixa a desejar em atendimento ao cliente. As pessoas ligam para fazer alguma reclamação e não conseguem. São vários protocolos gerados sem que se consiga falar com algum funcionário da empresa, pois depois de muita espera e gravações a ligação cai. Ninguém merece.