Ibope prevê 2º turno

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 01/10/2016 às 00:32:00

Pela Pesquisa do Ibope para prefeito de Aracaju, divulgada ontem à noite pela TV Sergipe, o segundo turno das eleições é certo na capital sergipana com as presenças dos candidatos Edvaldo Nogueira (PCdoB) e Valadares Filho (PSB).

A pesquisa, que ouviu 602 eleitores entre os dias 27 e 29 de setembro, mostra Edvaldo Nogueira com 39% das intenções de votos; Valadares Filho (PSB) com 27%, João Alves Filho (DEM) com 9%, Dr. Emerson (Rede) com 4%, João Tarantela (PTN) com 3% e nas últimas colocações empatadas com 2% Sônia Meire (PSOL) e Vera Lúcia (PSTU).

Com esse resultado a dois dias das eleições, com um grau de confiabilidade de 95%, Edvaldo tem 39% dos votos e a soma total dos outros candidatos chega a 47%, o que garante a realização de um segundo turno. A diferença é de 12%.
Mostra ainda a pesquisa que não há qualquer chance do prefeito João Alves chegar ao segundo turno, pois a diferença dele para o segundo colocado, que é Valadares Filho, é gritante: 18%. Sem falar que o Ibope mostrou que JAF continua sendo o candidato com maior rejeição: 65%.
A sua candidatura está sofrendo as consequências da má gestão que está fazendo como prefeito, quando aumentou abusivamente o IPTU e criou taxa de iluminação pública e, mesmo assim, não conseguiu cumprir as promessas de campanha e não consegue deixar a cidade bem organizada.
A segunda maior rejeição ficou com o candidato Edvaldo Nogueira (25%). Empatadas em terceiro lugar no quesito rejeição, com 22%, Sônia Meire e Vera Lúcia, depois João Tarantella (18%), Valadares Filho (17%) e Dr. Emerson (16%).

Essa pesquisa do Ibope revela que a dois dias das eleições não teve alteração no quadro do processo eleitoral em Aracaju, uma vez que desde o começo da campanha Edvaldo se mantém na liderança de todas as pesquisas realizadas por vários institutos, Valadares Filho passou a ser sempre o segundo colocado e João Alves lá atrás na terceira colocação.
Aliados de Valadares Filho avaliam que ele pode crescer ainda mais nessa reta final por ter se saído bem no debate da TV Sergipe, realizado anteontem à noite. Entendem que o Ibope não mostrou isso, porque o debate foi após a conclusão da pesquisa.
Agora é aguardar o resultado das urnas, que caminha para não ter surpresas, pois, pelo Ibope, existem apenas 4% de indecisos e que não sabem em quem votar, e 10% que já decidiram que vão votar branco ou nulo.     

Votos válidos
O Ibope de ontem, divulgado pela TV Sergipe, levou também em consideração os votos válidos das intenções de votos do eleitor para prefeito de Aracaju. Levando só em consideração os votos válidos, Edvaldo Nogueira (PCdoB) tem 45%, Valadares Filho (PSB) aparece com 31%, João Alves (DEM) dispõe de 11%, Dr. Emerson (Rede) e João Tarantella têm 4%, Sônia Meire (PSOL) tem 3% e Vera Lúcia (PST) apenas 2%.

2º turno
A pesquisa do Ibope também mostrou que em um segundo turno o candidato Edvaldo Nogueira ganha tanto de Valadares Filho quanto de João Alves. Na simulação EN x JAF o placar é 62% x 17% e na simulação EN x VF o placar é 45% x 38%. Já em um eventual segundo turno, muito improvável, de VF x JAF a goleada seria de 62% x 15%.

Coligações
proporcionais
Nas eleições proporcionais, após análise com lideranças dos três principais candidatos a prefeito, o entendimento é que as coligações de Valadares Filho (PSB) e a de Edvaldo Nogueira (PCdoB) devem eleger uma média de oito vereadores cada uma, a do prefeito João Alves (DEM) sete. O 24º vereador pode ser eleito de uma dessas três coligações ou até mesmo do partido Rede, que disputa sozinho as eleições e pode surpreender elegendo um vereador.

Coligação de Edvaldo 1
A coligação majoritária de Edvaldo é composta com oito partidos: PCdoB/PT/PMDB/PSD/PRB/PTdoB/PTN/PRP. A coligação proporcional PMDB/PRB pode eleger três vereadores; a PT/PCdoB/PSD de quatro a cinco vereadores e a coligação PTdoB/PTN/PRP pode eleger um e até mesmo nenhum.

Coligação de Edvaldo 2
Na coligação PMDB/PRB disputam as prováveis três vagas os candidatos pelo PMDB: os vereadores Dr. Gonzaga e Bigode, e o diretor do Huse, Marcos Gruger; e pelo PRB o professor Anderson Gois e o pastor Alves.

Coligação de Edvaldo 3
Na coligação proporcional PT/PCdoB/PSD, que deve eleger de quatro a cinco, os nomes mais competitivos pelo PT são: Camilo (filho do deputado federal João Daniel) e os vereadores Iran Barbosa e Emmanuel Nascimento; e Eduardo da Fabaju; pelo PSD:  Evando Franca, Nitinho e Zé Valter da Maconaria; e pelo PCdoB estão na disputa a vereadora Lucimara Passos, o professor Bittencourt e Isac.

Coligação de Edvaldo 4
Ainda pela coligação proporcional de Edvaldo Nogueira PTdoB/PTN/PRP que pode ou não eleger apenas um vereador. Elegendo um, o nome mais competitivo é o do vereador Valdir Santos (PTdoB).

Coligação de Valadares Filho 1  
A coligação de Valadares Filho (PSB) é formada por 14 partidos: PSB/PSC/SD/PSL/PTB/PTC/PMB/PRTB/PR/PROS/PDT/PSDC/PPL/PP. São quatro coligações proporcionais: PSB/PTC/PMB/PRTB, que deve eleger cinco vereadores; PDT/PSDC/PPL/PP, que elege um vereador; PSC/PSL/PTB, que deve fazer também um, assim como a coligação SD/PROS/PR.

Coligação de Valadares Filho 2
Os candidatos competitivos da coligação PSB/PTC/PMB/PRTB são Elber Batalha, Lucas Aribé, Max Prejuízo e Bertulino Menezes, pelo PSB; Thiaguinho Batalha, pelo PMB; Ivaldo José, Augusto do Japãozinho e Anderson de Tuca, pelo PRTB; e Ademário Barreto pelo PTC.

Coligação de Valadares Filho 3
A coligação PDT/PSDC/PPL/PP tem nomes competitivos como Jason Neto (PDT), Sargento Vieira (PDT) e Sargento Edgar (PPL). Tido como eleito Jason Neto, que é irmão do prefeito Fábio Henrique (PDT/Nossa Senhora do Socorro).

Coligação de Valadares Filho 4
Já na coligação proporcional PSC/PSL/PTB os nomes competitivos são Cabo Amintas (PTB), Sargento Zezinho do Bugio (PTB), Vovô Monteiro (PSC) e Gordo do Gesso (PSL). A briga pela única vaga deve ficar entre os dois militares: Cabo Amintas e o Sargento Zezinho. Na coligação SD/PROS/PR, estão na disputa pela única vaga o vereador Roberto Moraes (SD) e o ex-vereador Moritos Matos (PROS).

Coligação
de João Alves 1
A Coligação majoritária do prefeito João Alves tem seis partidos: DEM/PSDB/PHS/PEN/PPS/PV, que deve eleger sete vereadores. São três coligações proporcionais: DEM/PEN/PSDB, que deve fazer três vereadores; a PHS/PV, que elege um; e a do PPS, que sai sozinho e deve eleger três vereadores.

Coligação
de João Alves 2
A coligação DEM/PEN/PSDB tem nomes como Vinícius Porto, Renilson Félix, Juvêncio Oliveira e Branca de Neve, pelo DEM; os vereadores Adriano Taxista e Manoel Marcos, pelo PSDB; e a vereadora Daniela Fortes e a defensora pública Emília Correia pelo PEN.

Coligação
de João Alves 3
A coligação PHS/PV tem nomes competitivos como: Selma França (PV), o vereador Agamenon Sobral (PHS) e Sr. Marcos (PHS), o chefe de gabinete do vereador Agnaldo Feitosa (PR), que não disputa a reeleição. O nome mais forte é o de Selma.
PPS
O partido está na coligação do prefeito João Alves com nomes competitivos como: Armando Batalha Filho, Pimentel, Ed Carlos, Eugene Mendes e o Palhaço Soneca.

Rede
A Rede, que tem como candidato a prefeito Dr. Emerson, tem grande chance de eleger um vereador. Tem dois nomes no páreo: Herbert Pereira, que tem o apoio do deputado estadual Georgeo Passos (PTC), e Pituxo.

Prováveis eleitos
Na análise de lideranças políticas das principais coligações majoritárias, pode colocar na lista dos prováveis 24 vereadores eleitos para a Câmara Municipal de Aracaju: Vinícius Porto (DEM), Lucas Aribé (PSB), Elber Batalha (PSB), Jason Neto (PDT), Camilo (PT), Iran Barbosa (PT), Thiaguinho Batalha (PMB), Pimentel (PPS) e Armando Batalha Filho (PPS).

A surpresa
Toda eleição municipal em Aracaju tem uma surpresa. A deste ano pode ser a vitória nas urnas do candidato a vereador Palhaço Soneca (PPS), que hoje é primeiro suplente de vereador ao ter conquistado nas urnas, no pleito de 2012, um total de 1.591 votos. Ele perdeu a eleição para o hoje vereador Agamenon Sobral (PHS) por uma diferença de apenas 25 votos, uma vez que o polêmico vereador, que chegou a ser preso na Operação Indenizar-se pela acusação de fraude nas verbas indenizatórias da Câmara e está afastado da Câmara por decisão judicial, conquistou apenas 1.616 votos. Os dois concorreram em 2012 pelo PP.

Veja essa...
O pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) se reúne neste sábado, às 16h, para julgar alguns recursos pendentes de candidaturas majoritárias. Na pauta, o julgamento dos recursos de inelegibilidade dos candidatos a prefeito Zé Franco (PSDB/Nossa Senhora do Socorro) e Paulo Hagenbeck (DEM/Laranjeiras). Os dois estão disputando as eleições sub-judice, por improbidades administrativas quando gestor dos seus municípios.

Curtas
Ontem o assunto mais comentado nas rodas políticas e nas redes sociais foi o debate da TV Sergipe com os candidatos Edvaldo Nogueira e Valadares Filho, com foco na pífia atuação de EN, com nervosismo e problema de esquecimento, por conta de um problema de saúde. E na boa atuação de VF.

Ontem, ao longo do dia em que passou de repouso em sua residência, por orientação médica, Edvaldo Nogueira recebeu ligações e mensagens de amigos e de pessoas da sociedade, entre elas o arcebispo de Aracaju Dom José Palmeira Lessa.

O empresário Augusto Franco Neto também entrou em contato para saber do estado de saúde de Edvaldo. O candidato se recupera bem. Ele ficou afastado da campanha eleitoral por 24 horas, em decorrência de um episódio de estafa e fadiga.

Duas coligações proporcionais são tidas como da morte: PSB/PTC/PMB/PRTB, que é da coligação de Valadares Filho; e DEM/PEN/PSDB, que é da coligação de João Alves.

Dos quatro candidatos nanicos Dr. Emerson é o que está melhor posicionado, se mantendo na quarta posição em todas as pesquisas e como aquele que tem a menor rejeição.

Para vereador, a Drª Nyulle (PSB) é a que vem fazendo a campanha mais alegre dos candidatos proporcionais.