Mesmo erro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Em Nossa Senhora do Socorro o processo sucessório está pegando fogo. Já existe um acordo do pré-candidato a prefeito Padre Inaldo (PCdoB) ir para a disputa tendo como vice o vereador Betinho (PMDB). E aliados de Zé Franco não descartam um acordo político
Em Nossa Senhora do Socorro o processo sucessório está pegando fogo. Já existe um acordo do pré-candidato a prefeito Padre Inaldo (PCdoB) ir para a disputa tendo como vice o vereador Betinho (PMDB). E aliados de Zé Franco não descartam um acordo político

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 15/06/2016 às 00:35:00

O Partido dos Trabalhadores sempre foi um partido de várias correntes internas, com posições políticas diferentes. A cada processo eleitoral tinha divergências em Sergipe, mas as maiores estrelas do partido - Marcelo Déda e Zé Eduardo Dutra - sempre conseguiam um entendimento no dia da convenção partidária, o que levava os petistas a marcharem unidos em nome do projeto maior do PT.
Na eleição passada, em 2014, já sem o ex-governador Déda morto no final de 2013 e com o agravamento do ex-senador Dutra falecido em 2015, o PT não conseguiu a unidade. Apesar de pertencerem à mesma corrente, os então deputados federais Rogério Carvalho e Márcio Macedo não conseguiram se entender.
O resultado dessa desunião levou a derrota do PT e dos dois nas urnas. Rogério não conseguiu ser eleito senador e Márcio não conseguiu a sua reeleição de deputado federal. Sem falar que a bancada do PT na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa caiu para a metade.
Apenas João Daniel foi eleito deputado federal, o que fez com que o PT perdesse a outra cadeira na Câmara. Na Assembleia, onde o partido tinha uma bancada de quatro deputados estaduais, apenas dois petistas foram eleitos: Francisco Gualberto e Ana Lúcia.
O PT, sem Déda e sem um grande líder, parece que não aprendeu a lição. Nas eleições municipais deste ano caminha para um racha, que pode levar o partido ainda mais para o seu enfraquecimento em Sergipe nesse momento de crise política e ética nacional, onde o Partido dos Trabalhadores está bem no meio do furacão, com uma presidente afastada, petistas históricos e marqueteiros presos por envolvimento no Mensalão e Petrolão.    
Novamente Rogério Carvalho e Márcio Macedo estão em lados opostos. RC defende uma aliança do PT com o pré-candidato a prefeito de Aracaju Zezinho Sobral. Tem o apoio do deputado federal João Daniel e do deputado estadual Francisco Gualberto. Já MM quer o partido apoiando o pré-candidato Edvaldo Nogueira (PCdoB) e conta com o apoio da deputada estadual Ana Lúcia e da ex-primeira dama Eliane Aquino.    
Os dois pré-candidatos a prefeito aceitam o PT como vice, cujo nome de consenso é o de Eliane Aquino. Eliane tem a pretensão de só aceitar ser vice de Edvaldo Nogueira, por não querer estar no mesmo palanque do presidente interino Michel Temer e presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha, ambos do PMDB, tido por petistas como os mentores do "golpe" do impeachment de Dilma Rousseff.
Na reunião de anteontem à noite, do Diretório Municipal do PT, ficou agendado para o dia 06 de julho o Encontro Municipal de Delegados para definição de candidaturas, ou seja, quem o partido vai apoiar para prefeito, se vai mesmo indicar o vice e os pré-candidatos a vereador.
Se a definição de quem o PT vai apoiar para prefeito não for fruto de um consenso, como parece, o partido pode se afundar mais ainda. É preciso muita maturidade para evitar a derrocada da legenda, que terá sérios reflexos nas eleições de 2018.a

Pela unidade
Ontem, na tribuna da Câmara, o presidente municipal do PT Emmanuel Nascimento disse que o seu desejo é que haja unidade entre o PT, PCdoB e o PMDB. "O interesse do PT não é eleitoreiro, é de defender o povo, os trabalhadores. Precisamos ampliar essa discussão para que todos saiam fortalecidos", disse o vereador, que acompanha a posição do presidente estadual do partido, Rogério Carvalho.

Recado
O presidente estadual do PMDB, João Augusto Gama, disse ontem no programa de Gilmar Carvalho que está definida a candidatura de Zezinho Sobral a prefeito de Aracaju e que não tem dúvida de que ele terá o apoio do PT. Ainda segundo Gama, "companheiros prestam desserviço" ao dizerem que não há definição sobre a candidatura peemedebista.

Intimação
Chegou ontem à coluna a informação de que foi dado um prazo até a meia-noite de hoje para que o presidente estadual do PDT, prefeito Fábio Henrique (Nossa Senhora do Socorro) reúna o seu grupo político e anuncie aliança do PDT com o PSDB, com o tucano Zé Franco sendo o pré-candidato a prefeito e o pedetista Klewerton Siqueira o candidato a vice. E que não está descartado um entendimento entre Zé Franco e o pré-candidato Padre Inaldo (PCdoB).

Sem futuro
O presidente do Diretório Municipal do PSC de Socorro, vereador Vagnerrogeris Lima, antecipa à coluna que acompanhará a decisão tomada pelo amigo e correligionário, o ex-prefeito Zé Franco. Revela que "não vê motivos e futuro para o município de Socorro a eleição do pré-candidato do prefeito Fábio Henrique, Klewerton Siqueira".    

Não admite
Fábio Henrique continua afirmando para aliados que a pré-candidatura de Klewerton é "irreversível". Nega, inclusive, que tenha sido firmado acordo com Zé Franco na visita que fez a ele na segunda-feira passada, na sede do PSDB.

O acordo
O vereador Vagnerrogeris, que estava na reunião, informou à coluna que foi firmado acordo político e que, por ele, Zé Francos seria o pré-candidato a prefeito e Klewerton a vice. E que Fábio só pediu um tempo para conversar com o seu candidato e a presidente da Câmara, Maria da Taiçoca (PSD), por haver um entendimento de que poderia ser a vice de Klewerton.

Impeachment
Na manhã desta quarta-feira os vereadores de Canhoba estarão votando o processo de impeachment da prefeita Elinalda Pereira por suposto esquema de desvio de recursos públicos. É muito provável que ela tenha o mandato cassado, por só contar hoje com o apoio de um dos nove vereadores. A CPI foi aberta em outubro do ano passado.

Condenação no TCE 1
No dia 26 de abril passado, a Primeira Câmara do Tribunal de Contas do Estado (TCE) condenou a prefeita a ressarcir aos cofres públicos municipais o valor de R$ 611.528,43, além do pagamento de multa de R$ 40 mil, por irregularidade d o período inspecionado de julho a dezembro de 2013, na Prefeitura de Canhoba.

Condenação no TCE 2
A equipe técnica do TCE constatou irregularidades como a locação de veículos para transporte de estudantes, no total de R$ 323.830,30, sem apresentação de documentos dos automóveis, os próprios veículos vistoria, as unidades de ensino contempladas e a relação dos alunos beneficiados. Também foi verificada a despesa indevida de R$ 21.929,60 com o transporte de alunos do 3º grau.

Na TV
Do secretário nacional de Finanças do PT, Márcio Macêdo, durante inserção do partido na TV: "O golpe em curso no Brasil, arquitetado pelo presidente interino, ilegítimo Michel Temer e seu cúmplice, Eduardo Cunha, rompe dois pactos da história recente do Brasil, o da nova república pela democracia, firmado na Constituição de 1988, e o de pacificação das classes sociais estabelecido pelos presidentes Lula e Dilma, no qual todos prosperaram no país - os ricos, a classe média e os pobres. São essas conquistas que estão em risco neste momento. Diga não ao golpe".

O crime compensa
Ontem, nos quatro cantos da cidade, era grande a indignação da população com o fato da justiça ter mandado soltar a líder de uma quadrilha de furtos de veículos que agia na Orla da Atalaia e na Aruana usando um equipamento de origem chinesa - conhecido como chapolin - que impossibilitava que as vítimas travassem seus carros no momento do acionamento do alarme. A jovem de 18 anos, e seus comparsas, fizeram várias vítimas. Ela foi presa em flagrante pela polícia, que encontrou em seu poder vários produtos do roubo, mas ficou apenas um dia presa. A sua liberdade é uma demonstração de que no país o crime compensa e que a polícia de Sergipe só faz enxugar gelo, ou seja, prende o bandido e a justiça solta. E viva a impunidade.  

Combate à corrupção
O presidente em exercício da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão, criou ontem comissão especial para analisar projeto que estabelece dez medidas contra a corrupção, de combate a crimes contra o patrimônio público e o enriquecimento ilícito de agentes públicos (PL 4850/16). Segundo ele, a criação da comissão especial é uma exigência da sociedade. A Comissão Especial será instalada amanhã após leitura em Plenário e será composta de 29 membros titulares e igual número de suplentes.

Veja essa...
Do vice-prefeito de Aracaju, José Carlos Machado (PSDB), ao tomar conhecimento ontem que a Comissão de Ética da Câmara dos Deputados aprovou a cassação do mandato do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ): "A categoria mais desmoralizada hoje no Brasil é a classe política. Os políticos estão sempre nas páginas policiais".

...e essa...
Do folclórico vereador Vardo da Lotérica, de Itabaiana, em discurso ontem na tribuna da Câmara para justificar porque não foi para a procissão de Santo Antônio no município: "Não fui convidado assim para negócio da procissão de Santo Otonio [Santo Antônio], com todo respeito que tenho a Santo Otonio, a estátua não. Estátua eu faço, você faz, qualquer um faz. Não fui convidado, não vou onde não sou convidado e se fosse também não ia. Sabe por que? Não ia cheirar peido de político. Vereador não é político, vai cheirar o peido do grandão. Quando político solta o peido vereador cheira que é uma gracinha, que vergonha. Vai para o outro lado e tem o outro político com o peido calado, o peido sonso. O vereador cheira tudo..."  

Curtas
O senador Valadares recebeu em seu gabinete um grupo de procuradores federais e advogados públicos, que foi pedir apoio ao Projeto de Lei da Câmara nº 36/2016 - que altera a remuneração de servidores públicos e estabelece novas regras de incorporação de gratificação - que tramita no Senado. Eles defenderam a aprovação da matéria com o mesmo texto oriundo da Câmara.

Não faltou quem comemorasse ontem a decisão da Comissão de Ética da Câmara pela cassação do mandato do deputado afastado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) por quebra de decoro parlamentar. O placar foi de 11 x 9.
O Jornal Estadão publicou na segunda-feira que Cunha mandou avisar ao presidente interino Michel Temer que, se não for salvo, leva com ele para o fundo do poço 150 deputados federais, um senador e um ministro próximo a Temer. O Brasil espera por isso.

A Justiça Federal no Paraná decretou ontem a indisponibilidade dos bens de Cunha, de sua mulher Cláudia Cruz, e outras três pessoas. A decisão, em caráter liminar, também quebra o sigilo fiscal de Eduardo Cunha desde o ano de 2007, além de bloquear bens de empresas ligadas aos cinco alvos da ação.