Cenário eleitoral ainda indefinido

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 10/06/2016 às 10:15:00

Estamos a 40 dias do início das convenções partidárias, 20 de julho, e o quadro sucessório na capital sergipana continua indefinido. Muito provavelmente pelo fato do governador Jackson Barreto (PMDB) ainda não ter batido o martelo sobre o seu pré-candidato a prefeito: Zezinho Sobral (PMDB) ou Edvaldo Nogueira (PCdoB).
Dentro do arco de aliança de 11 partidos que apoiaram a eleição de Jackson Barreto em 2014, só três já oficializaram acordo político. Estão com o pré-candidato Valadares Filho (PSB) o PSD e o PROS. Apoiando Zezinho Sobral o PRP. O pré-candidato Edvaldo Nogueira (PCdoB) espera o apoio do PT.  
Zezinho Sobral, Valadares Filho e Edvaldo Nogueira estão na expectativa do apoio dos outros dois grandes partidos: o PRB, do prefeito Heleno Silva (Canindé do São Francisco) e o deputado federal Jony Marcos, e o PDT do prefeito Fábio Henrique (Nossa Senhora do Socorro).
Pelo andar da carruagem o PRB caminha para apoiar Edvaldo Nogueira, se o PT, hoje dividido entre Zezinho e Edvaldo, decidir pela aliança com o pré-candidato comunista tendo Eliane Aquino como vice.
Já o PDT, dentro do arco de aliança da base do governo, pode apoiar Valadares Filho ou Zezinho Sobral. É muito pouco provável o partido apoiar o candidato do PMDB, pelo fato de em Socorro o governador Jackson Barreto (PMDB) vir a apoiar o padre Inaldo (PCdoB), que terá como vice o vereador peemedebista Betinho.
O PDT pode surpreender e fazer uma aliança com o senador Eduardo Amorim (PSC), caso ele oficialize sua pré-candidatura a prefeito da capital. Os dois partidos estão muito próximos hoje.
Eduardo Amorim deve estar esperando uma definição do candidato de Jackson Barreto para oficializar ou não sua pré-candidatura. Acha que tem mais chance de ir para o segundo turno se JB decidir apoio a Zezinho Sobral, fazendo com que o seu bloco tenha três pré-candidatos, o que divide muito.  
Caso decida não ser candidato, como muitos acreditam, é muito provável que o senador e o seu bloco político venham a apoiar Valadares Filho.
Hoje a única certeza de pré-candidaturas é a de Valadares Filho, lançada ainda em janeiro deste ano; a de Edvaldo Nogueira; e a do prefeito João Alves Filho (DEM), que mesmo sem manifestar sua intenção vai disputar a reeleição pela sua pretensão de voltar ao governo em 2018.
Os outros dois pré-candidatos, Eduardo e Zezinho, estão em compasso de espera...

Dois cenários
Informações chegadas à coluna dão conta da confirmação de um acordo político entre o prefeito Fábio Henrique (PDT) e o ex-prefeito Zé Franco (PSDB) nas eleições deste ano em Socorro, como a coluna noticiou com exclusividade na terça-feira passada. E pelo acordo firmado na segunda-feira, quando da visita de Fábio ao PSDB, o Klewerton Ribeiro (PDT) será o vice de Zé Franco e caso haja algum impedimento jurídico da sua candidatura o candidato a prefeito é Klewerton, tendo como vice o filho de Zé Franco.

Precisando
conversar
Fábio Henrique só vai oficializar o acordo após o governador Jackson Barreto (PMDB) declarar apoio ao padre Inaldo (PCdoB) em Socorro, que terá como vice o vereador Betinho (PMDB). E claro, ele ter uma conversa com a presidente da Câmara, Maria da Taiçoca, que deixou o PDT e foi para o PSD com a promessa de que seria a vice de Klewerton.

Tendência
Ainda segundo a fonte, existe uma grande possibilidade de Fábio Henrique apoiar em Aracaju para prefeito o senador Eduardo Amorim (PSC), caso ele venha a ser candidato. Indicaria o vice, que não seria a sua mulher, a deputada estadual Silvia Fontes (PDT).

Explicitado
a tendência
Em uma roda política o irmão de Fábio Henrique, o ex-secretário de Turismo Adilson Júnior, chegou a comentar a possibilidade desse entendimento e dizer que se não tivesse transferido o seu título de eleitor para São Cristóvão, onde é pré-candidato a prefeito, ele poderia ser o vice de Eduardo Amorim.
Motivo maior 1
A razão maior para o PDT ficar com Eduardo em Aracaju, com o cenário de Jackson Barreto não apoiar o candidato de Fábio Henrique em Socorro, seria a necessidade de ter um deputado federal para atrair recursos para o município. Esse deputado seria André Moura (PSC), que é líder do governo na Câmara Federal, uma vez que FH não conta mais com o deputado Laércio Oliveira (SD) e, muito menos, João Daniel (PT), que não é mais do governo com o afastamento da presidente Dilma Rousseff.

Motivo maior 2
Fábio Henrique, cujo município tem recursos de emendas parlamentares a receber, não tem hoje quem vá atrás da liberação do dinheiro nos ministérios em Brasília. Convive com obras paradas ou por fazer. Quem fez a ponte com André Moura foi Zé Franco.
Já próximo
André Moura, inclusive, esteve no sábado passado em Socorro, na abertura do Forró Siri, e no domingo almoçou na casa do pré-candidato a prefeito Zé Franco. No dia seguinte, na segunda-feira, Franco fechou acordo com Fábio.

Em Brasília 1
O governador Jackson Barreto (PMDB) estreou ontem sua vista a ministérios no governo interino de Michel Temer. Esteve com o ministro Maurício Quintela Lessa (Transportes) tratando da retomada das obras dos trechos da BR-101 sentido Alagoas, que estão paralisadas; da licitação do trecho da BR-101 de Estância para a fronteira com a Bahia; e duplicação da BR-235, através de uma PPP.  Obteve a garantia de que na próxima semana será comunicado quais trechos da BR 101 serão reiniciados.

Em Brasília 2
De Jackson, sobre a duplicação da BR-101 que se arrasta desde o governo de Fernando Henrique Cardoso: "Essa duplicação da BR-101 em Sergipe já vai fazer maioridade. São quase 21 anos. Viemos fazer um apelo para o ministro Maurício Quintela, que é um alagoano, para que possamos colocar um final nessa situação".
Em Brasília 3
Na próxima semana JB participará da primeira reunião do presidente interino com os governadores. Na pauta, renegociação das dívidas dos estados, que já ultrapassaram os R$ 400 bilhões. Na oportunidade, Temer vai pedir aos governadores que ajudem no controle de gastos públicos, evitando novos aumentos de despesas. Essa reunião seria ontem, mais foi adiada.

Taxa de marinha 1
Na quarta-feira à noite o vice-prefeito José Carlos Machado (PSDB) recebeu telefonema do deputado federal Lero Coimbra (PMDB-ES) informando que o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) tinha dado a garantia que no Diário Oficial da União desta sexta-feira seria publicada uma medida provisória prorrogando o pagamento da taxa de terreno de Marinha, que vence hoje, para o dia 30 de julho e com um reajuste máximo de 10%. "Valeu a pena a luta", disse Machado à coluna, que desde que era deputado federal luta contra a cobrança dessa taxa de marinha que existe desde a época do Império.

Taxa de marinha 2
Segundo Machado, que procurou a OAB para que entrasse com uma ação contra o aumento abusivo de 300% da taxa de marinha em Aracaju cobrado pelo Serviço do Patrimônio da União (SPU), agora é esperar que a medida provisória venha mesmo a ser publicada no Diário Oficial da União de hoje. E, consequentemente, aguardar o novo boleto com a cobrança de 10%. Ressalta que quem já pagou deve requerer a revisão junto ao SPU até o próximo dia 25 de junho.

Sucessão 1
Sobre as eleições municipais em Aracaju, Machado disse que está na espera da confirmação da candidatura de João Alves à reeleição. "João não disse ainda se é candidato, quando disser acho que em 10 dias decidirá sobre o vice", avalia, enfatizando que está tranquilo com relação à questão do vice em que o nome do deputado estadual Robson Viana (PEN) também é cogitado para vice de JAF.

Sucessão 2
Para Machado, que deseja permanecer como vice de João Alves, o prefeito deve estar esperando o momento certo para anunciar sua pré-candidatura. "Não tem nada definido até o momento. Jackson Barreto vai apoiar quem? Valadares Filho já definiu o vice? Eduardo Amorim já disse que é candidato? Vamos aguardar", disse.  

Fortalecimento tucano
O presidente estadual do PSDB, Zé Franco, continua trabalhando pelo fortalecimento do partido em Sergipe que está instalado em 67 municípios. Ontem recebeu na sede da legenda os deputados estaduais Capitão Samuel (PSL) e Jeferson Andrade (PSD); o presidente da Câmara de Vereadores, vereador Vinícius Porto (DEM); o presidente do PTN e ex-prefeito de Capela, Manoel Sukita; o ex-vereador Pedro Firmino; o vereador de Socorro, Adidelson; o presidente do PSDB de São Miguel do Aleixo e pré-candidato a prefeito, Everton Lima (PSDB), e a atual vice-prefeita da cidade, Juscileide Garcia.

Curtas
O neto de uma grande autoridade empresarial de Sergipe vai se filiar ao PP ainda este ano, com o projeto político de ser candidato a deputado federal em 2018.

Já de volta a Sergipe, Jackson Barreto inaugura hoje pela manhã, no Bugio, a reforma e ampliação da Escola Estadual Desembargador João Bosco. À tarde vai ao povoado Pirunga, em Capela, entregar 38 casas do Conjunto Habitacional Iolando de Araújo Leite.

O vereador Jailton Santana assumiu a liderança do PSDB na Câmara Municipal de Aracaju. Disse que vai trabalhar para manutenção da representatividade da legenda naquela Casa.
Projeto de Lei, de iniciativa do senador Ricardo Franco (DEM), dispõe sobre a proibição da venda de produtos fumígenos (que podem ser fumados), derivados ou não de tabaco, a menores de 21 anos de idade.

O deputado federal Valadares Filho (PSB) cobra aprovação, por parte dos membros da Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) da Câmara, de projeto de sua autoria que amplia o Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem). O projeto visa à criação do Projovem Artista e do Projovem Atleta.

Hoje tem ato em todo o país "Fora Temer", inclusive Aracaju.