À espera de resultados

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Em conversa com a coluna, Eliane Aquino disse que não tem pretensão de disputar a Prefeitura de Aracaju por não abrir mão da criação dos filhos. O seu nome é cotado para ser vice do pré-candidato Zezinho Sobral (PMDB). Eliane avaliou como positiva a reuni
Em conversa com a coluna, Eliane Aquino disse que não tem pretensão de disputar a Prefeitura de Aracaju por não abrir mão da criação dos filhos. O seu nome é cotado para ser vice do pré-candidato Zezinho Sobral (PMDB). Eliane avaliou como positiva a reuni

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 19/02/2016 às 00:58:00

Em conversa com a coluna, Eliane Aquino disse que não tem pretensão de disputar a Prefeitura de Aracaju por não abrir mão da criação dos filhos. O seu nome é cotado para ser vice do pré-candidato Zezinho Sobral (PMDB).
Eliane avaliou como positiva a reunião do PT, na última segunda-feira, em que seu nome foi consensuado como a candidata do partido nas eleições deste ano. "O PT caminha para o amadurecimento da unanimidade. A gente quer resgatar o trabalho feito na gestão de Marcelo Déda, pensar no desenvolvimento de Aracaju e em tudo o que está perdendo", disse. 

À espera de resultados

Com o crescimento assustador do uso do crack e o agravamento da crise econômica no país aumentou drasticamente a violência no país e em Sergipe, que não é uma ilha. A criminalidade e a insegurança chegaram a um patamar que o povo não se sente seguro em lugar algum.
Hoje, no estado, a pessoa é assaltada andando na rua, jantando em restaurantes, pizzarias e lanchonetes, comprando remédio em farmácia, dentro de ônibus, dirigindo carro, na calçada das suas casas ou dentro da própria residência. Agora, para ser assaltado, basta o cidadão estar no lugar errado e na hora errada a qualquer hora do dia ou da noite.
Em outubro do ano passado o relatório 'Diagnóstico dos Homicídios no Brasil: Subsídios para o Pacto Nacional pela Redução de Homicídios' mostrou Sergipe como o segundo mais violento estado brasileiro, em se tratando da incidência de homicídios. Isso porque em 2014, com 999 assassinatos, Sergipe apresentou taxa de 45 por cada 100 mil habitantes.
Esse relatório, divulgado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, que é vinculada ao Ministério da Justiça, mostrou que o estado do Ceará ocupa o primeiro lugar do ranking, com 4.144 homicídios e taxa de 46,9 por 100 mil habitantes, enquanto o Pará é o terceiro com 3.232 assassinatos e taxa de 40 por 100 mil habitantes.
Com certeza, a segurança pública é hoje o calcanhar de Aquiles do governo Jackson Barreto por afetar toda a população, ou seja, ricos e pobres. Todos são vitimas das ações dos marginais. Os problemas na saúde e educação só afetam a classe menos abastada, que não pode pagar um plano de saúde privado nem colocar seu filho estudando em colégio particular.  
É com esse cenário que o delegado João Batista assumiu ontem o comando da Segurança Pública no lugar do ex-deputado federal Mendonça Prado. Ele teve carta branca para formar a cúpula da SSP, o que, com certeza, é um fato inédito em Sergipe.
João Batista inova ao dividir a cúpula: dois civis e dois militares, quando normalmente o único militar era o comandante da Policia Militar. Hoje, além de um militar no comando da PM, o coronel Marconi Cabral - que a coluna noticiou com exclusividade - e um outro como secretário Executivo, o coronel reformado Andrade. Como civil tem o delegado geral Alessandro Vieira e o próprio secretário Batista.
É positiva tanto a estratégia do governador Jackson Barreto (PMDB) em ter dado carta branca para o novo secretário formar a equipe quanto a de João Batista em dividir o comando.
Com autonomia para formar equipe, João Batista vai ter um comando da SSP integrado e em perfeita sintonia por trabalhar com pessoas da sua confiança. E ao dividir o comando ele pode harmonizar as duas polícias. Sabe-se que sempre existiu uma certa rivalidade entre policiais civis e militares, o que dificulta um melhor resultado no combate à criminalidade.
Agora é aguardar que o novo comando da segurança pública de Sergipe realmente consiga diminuir o índice de criminalidade, proporcionar mais tranquilidade e segurança para a população que vive em clima de total insegurança e aterrorizada com receio de ser a próxima vítima.

Discurso 1
Na posse ontem de João Batista na Secretaria de Segurança Pública, o governador Jackson Barreto (PMDB) disse que o novo comando da SSP tem que enfrentar o bandido como merece, deixando a população em paz. Ressaltou que era preciso um trabalho operativo e de integração para tranquilizar a sociedade sergipana.

Discurso 2
JB lembrou que pela primeira vez um secretário de segurança pública escolheu toda a equipe. Ressaltou que vai cobrar de João Batista porque será cobrado pela população e que não quer corporativismo na polícia, para que possa prestar um melhor serviço ao povo.

A razão
O governador Jackson Barreto admitiu ontem que mudou os comandos da segurança pública pelos desentendimentos entre o secretário Mendonça Prado e o comandante Maurício Iunes. Disse que quando isso ocorre não é bom para a sociedade.
Mudança
Em conversa com a coluna, o governador Jackson Barreto disse ontem que só deverá fazer mais duas mudanças no primeiro escalão do governo. Garantiu que não mudará o comando da Secretaria da Fazenda e que o ex-secretário Mendonça Prado permanecerá no governo.

Sucessão
Reafirmou JB que somente conversará sobre o processo sucessório em Aracaju, onde tem três pré-candidatos da sua base aliada, no próximo mês de março. Mas que só definirá sobre quem vai apoiar em maio.

Sedetec
Um aliado da cozinha do governador revelou ontem à coluna que uma das secretarias que haverá mudança de comando é a de Desenvolvimento Econômico, Ciências e Tecnologia (Sedetec). Segundo ele, o secretário Francisco Dantas não estaria conseguindo captar grandes empreendimentos para Sergipe, o que não é bom nesse momento de crise quando é necessário o desenvolvimento econômico do estado com a geração de emprego e renda.

De olho
Do líder do PRB, prefeito Heleno Silva, ao ser questionado sobre as especulações de mudança na Sedetec, que é uma indicação do seu partido: "Mudanças são naturais, mas deixando a Sedetec vamos querer uma secretaria como a Seides {Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social}".

Especulação 1
Chegou ontem à coluna a informação que Chico Dantas pode assumir a Secretaria de Justiça e que o titular da pasta, Antonio Hora, pode ir para o Detran. A Justiça está com o PSD, do deputado federal Fábio Mitidieri.

Especulação 2
É dado como certo que em março Mendonça Prado voltará ao governo, mas  no segundo escalão. Ele pode ir para a Adema se o atual diretor presidente Almeida Lima for para a Secretaria da Saúde, no lugar de Zezinho Sobral, que terá que se desincompatibilizar para disputar a Prefeitura de Aracaju.

Novo processo 1
A Procuradoria Regional Eleitoral de Sergipe (PRE/SE) ajuizou a segunda ação contra o deputado estadual Augusto Bezerra (DEM) no processo da subvenção social da Assembleia Legislativa em 2014. Nas alegações finais do processo por captação ilícita de recursos para campanha eleitoral, a PRE acusa o parlamentar de ter aplicado parte dos recursos da subvenção em sua campanha, através de doações em espécie.

Novo processo 2
Nas alegações finais foi colocado ainda pelo relator, o desembargador Edson Ulisses de Melo, que Augusto Bezerra também omitiu gastos de campanha e emitiu recibos eleitorais falsos, praticando o chamado "Caixa 2". Esse novo processo será julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). No primeiro processo, por conduta vedada, julgado em dezembro de 2015, o parlamentar foi condenado à cassação de mandato e pagamento de multa máxima no valor de R$ 106 mil.

De volta
A Justiça determinou ontem a volta do prefeito Pe. Raimundo Leal (PMDB/Cristinápolis) ao comando do município. Na sexta-feira da semana passada a Câmara Municipal tinha votado pelo impeachment do prefeito pela acusação de improbidade administrativa, diagnosticada em CPI.

Veja essa...
Do novo secretário da Segurança Pública, João Batista, em seu discurso de posse ontem, no Palácio de Despachos: "Vamos combater a criminalidade. Quero dizer aos bandidos vagabundos que em Sergipe eles não vão se criar".

Curtas
A tendência do PT Articulação de Esquerda, da deputada estadual Ana Lúcia e do vereador Iran Barbosa, saiu ontem com nota apoiando o nome da ex-primeira dama Eliane Aquino para a prefeitura de Aracaju pelo PT. Reconheceu que é um nome que pode unificar o partido.

O presidente do PDT, prefeito Fábio Henrique (Socorro), confirmou ontem que é para valer a pré-candidatura do secretário Klewerton Siqueira a prefeito do município. E que o vice pode ser o vereador Betinho ou a presidente da Câmara, Maria da Taiçoca.
O ministro relator do recurso da prestação de contas do deputado estadual Augusto Bezerra (DEM) no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, foi favorável a aprovação das suas contas nas eleições de 2014. Suas contas tinham sido rejeitadas pelo TRE.  

O vereador Pipiu (PTB/Nossa Senhora da Glória) rompeu politicamente com o prefeito Chico do Correio (PT). Aderiu ao agrupamento da oposição liderada pelo deputado Jairo de Glória (PRB), que tem a irmã, Ciane Santana, como pré- candidata à prefeita.