Esquenta as articulações

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O líder do PSB, senador Antônio Carlos Valadares, voltou a defender em discurso no Senado uma reforma partidária para limitar a criação de legendas e, consequentemente, o fortalecimento da democracia no país. Disse que o país tem hoje 35 partidos registra
O líder do PSB, senador Antônio Carlos Valadares, voltou a defender em discurso no Senado uma reforma partidária para limitar a criação de legendas e, consequentemente, o fortalecimento da democracia no país. Disse que o país tem hoje 35 partidos registra

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/02/2016 às 00:45:00

O líder do PSB, senador Antônio Carlos Valadares, voltou a defender em discurso no Senado uma reforma partidária para limitar a criação de legendas e, consequentemente, o fortalecimento da democracia no país. Disse que o país tem hoje 35 partidos registrados, 27 dos quais com representação na Câmara dos Deputados.
"Muitos deles representam apenas os interesses de alguns dirigentes e não têm qualquer relação com correntes políticas na sociedade, algo que gera dificuldades na estabilidade dos governos e o chamado presidencialismo de coalizão. O partido político no Brasil atual é visto tão somente como instrumento para a conquista do poder ou mais precisamente de acesso ao poder, inclusive de acesso ao fundo partidário, que, como todos nós sabemos, ultimamente teve muito aumentada a contribuição da sociedade", disse Valadares.
Ainda segundo o senador, temas como as crises política e econômica, o combate ao Aedes aegypit, a recriação da Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF) e as Olimpíadas devem pautar as discussões no Congresso Nacional e na sociedade como um todo.

Esquenta as articulações

Tão logo ganhou as eleições em 2014 o governador Jackson Bar-reto (PMDB) declarou à imprensa que ao final do seu mandato se aposentaria, iria para casa. Sugeriu que os políticos da sua geração, a exemplo do prefeito João Alves Filho (DEM) e dos senadores Antonio Carlos Valadares (PSB) e Maria do Carmo Alves (DEM), deviam fazer a mesma coisa, abrindo espaço para a nova geração.   
Em uma roda política ontem, formada por alguns aliados do governador, foi comentado que o senador Antonio Carlos Valadares (PSB) não pretende pendurar as chuteiras em 2018, quando termina o seu terceiro mandato como senador.
Um deles colocou que o senador tem intensificado as suas idas ao interior do estado e que o PSB tem se unido no sentido de apoiar prefeitos que possam viabilizar a sua reeleição em 2018, enquanto o deputado federal Valadares Filho (PSB) cuida da capital.
Foi dito que Valadares tem se dedicado a manter equipes de base no interior com a finalidade de fazer o alicerce para a sua reeleição.

Deu como exemplo o fato de que em Tobias Barreto o vereador Gal de Filó (PSC) recebeu o convite do senador Valadares para ser o candidato a prefeito do município com o seu apoio.
Contou que essa semana chegaram a Sergipe para uma reunião nesse sentido, com o vereador Gal, os empresários do Maranhão Nado da Pop Show e Deca. Foi discutido o lançamento da sua pré-candidatura a prefeito de Tobias Barreto.
Articulações visando 2018 também estão acontecendo com o grupo político do prefeito Heleno Silva (PRB/Canindé do São Francisco), dos deputados federais Fábio Mitidieri (PSD) e Laércio Oliveira (SDD). Os três são pré-candidatos ao Senado em 2018.    
 Trocando em miúdos, as articulações começam a esquentar não só visando as eleições de 2016, mas, também, as de 2018.
Vamos aguardar. Ainda tem muita água para rolar por debaixo da ponte...

Nome na mala
O governador Jackson Barreto (PMDB) viajou ontem para o carnaval em São Paulo com o nome definido do novo secretário da Segurança Pública, que só vai anunciar depois do dia 15 de fevereiro, quando retornar da folia de Momo. A coluna aposta no nome do delegado João Batista para suceder o atual secretário Mendonça Prado. Esta semana, inclusive, JB conversou com João Batista.

Só balela
O nome do ex-senador Almeida Lima (PMDB) para a segurança pública, como chegou a ser especulado por setores da imprensa, nunca foi cogitado pelo governador para a SSP por saber que não é o perfil dele. Foi o que garantiu à coluna um aliado próximo a JB.

Conselho 1
Ainda segundo o aliado, Jackson Barreto chegou a ser alertado sobre a indicação do coronel Luiz para assumir o comando da Polícia Militar em substituição ao coronel Maurício Iunes. Foi dito que além da sua nomeação representar a ida para casa de sete coronéis, gerando um ônus para o estado porque terá de promover novos coronéis, ela representa o vinculo forte do ex-governador Albano Franco no governo.

Conselho 2
Isso porque o coronel Luiz , quando era tenente coronel, foi comandante da segurança de Albano governador por oito anos e depois da sua segurança como ex-governador por mais oito anos. E o ex-governador tucano hoje é vinculado politicamente ao prefeito João Alves e trabalhará pela sua reeleição para que possa manter senador o seu filho Ricardo Franco (PSDB) com a permanência da senadora na Ação Social do município.

O nome
O governador mudou de ideia e vai deixar para o novo secretário da SSP indicar o comandante da PM, com o entendimento de que cobrará dele qualquer problema na segurança pública. Apesar disso, a coluna aposta da nomeação do coronel Jackson, que é o atual subcomandante da PM e o coronel mais antigo da PM depois de Iunes, o que não obriga a aposentadoria compulsória de nenhum outro coronel.  Sem falar que tem boa aceitação na corporação.

Nova lista
Um total de 29 das 53 prefeituras consideradas inicialmente em situação irregular pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) devido ao atraso no pagamento dos vencimentos e 13º salários do magistério enviaram documentação a Corte de Contas alegando estar em dia com as suas obrigações. A nova parcial foi divulgada no pleno de ontem pelo conselheiro presidente Clóvis Barbosa.

O que falar ...
Durante a sessão, o colegiado do Tribunal decidiu adiar o julgamento quanto à manutenção da decisão monocrática do presidente de determinar, através de medida cautelar, a não realização do carnaval em 53 dos 75 municípios de Sergipe . Ou seja, a decisão ficou para depois da festa de Momo.

Relação
Os municípios que entregaram os informes do mês de dezembro com a alegação de quitação das folhas e 13º salário são: Amparo do São Francisco, Arauá, Areia Branca, Boquim, Campo do Brito, Divina Pastora, Estância, Graccho Cardoso, Indiaroba, Itabaiana, Japoatã, Lagarto, Laranjeiras, Pedra Mole, Pedrinhas, Pinhão, Pirambu, Ribeirópolis, Rosário do Catete, São Domingos, Umbaúba. Os municípios que não informaram ao Sisap - Sistema de Auditoria Pública do TCE, mas protocolaram na Corte informações de pagamento da folha de dezembro e do 13º: Barra dos Coqueiros, Brejo Grande, Itabaianinha, Macambira, Muribeca, Neópolis, Siriri e Telha.
 
Só em Sergipe
Do ex-deputado federal João Fontes sobre a apreciação, pelo pleno do TCE da medida cautelar suspendendo o carnaval em 53 municípios, ter ficado para depois da folia: "Como Sergipe é o país do forró, o carnaval desses municípios fica para o período junino! Cositas de Sergipe Del Rey."

Satisfeito
João Fontes saiu animado da conversa que teve com o governador Jackson Barreto (PMDB). "Discutimos saúde, educação, segurança pública e os rumos do governo. Falamos das dificuldades do estado e do aumento da carga tributária. Percebi que JB está reanimado, confiante que vai superar a crise econômica e que pensa em fazer um governo nesses três anos mais com a sua cara".

Sucessão
O prefeito Fábio Henrique (PDT/Nossa Senhora do Socorro) vem confirmando o nome do secretário Klewerton Siqueira (Serviços Urbanos e Transportes) como o nome do seu agrupamento político para concorrer à sua sucessão. Todavia, disse que vem conversando com aliados e após o Carnaval fará o anúncio oficial do seu candidato. Fábio demonstra o interesse de manter aliança com o governador Jackson Barreto (PMDB) nas eleições deste ano.

Convite
Informações chegadas à coluna dão conta que o PSDB teria convidado a defensora pública, a suplente de vereadora Emília Correia, para ser pré-candidata a prefeita de Aracaju nas eleições deste ano.

Veja essa...
Do ex-deputado Gilmar Carvalho em seu programa de rádio sobre o fato do Ministério Público Federal ter ajuizado uma ação civil pública contra a Prefeitura de Aracaju pedindo a retenção em R$ 5 milhões do Fundo de Participação, proibição de publicidades e festas para garantir um atendimento permanente nos hospitais Cirurgia, Santa Isabel e São José: "Não vou colocar no programa ninguém da prefeitura para falar sobre o Hospital Cirurgia enquanto a prefeitura não sanar suas dívidas. Não serei usado como instrumento para enganar a população". Ontem o juiz Edmilson Pimenta acatou a solicitação do MPF.

Curtas
O deputado federal André Moura (PSC) foi eleito ontem como líder do blocão de deputados na Câmara, formado pelos partidos PP, PTB, PSC, PHS. Anteontem ele foi reeleito, pela quinta vez, líder do PSC.

O deputado federal Valadares Filho (PSB), durante reunião da bancada do seu partido na Câmara para discutir diversas propostas que estarão na pauta nesse ano legislativo, disse que votará contra a volta da CPMF.

"Os brasileiros não podem ser ainda mais onerados pelo governo federal, que pela sua própria incompetência, deflagrou uma das piores crises econômica já vivida em nosso país", disse Valadares Filho.
O governador Jackson Barreto prometeu a lideranças do Sertão que no próximo mês de março inicia a recuperação do prédio em Vaca Serrada para o retorno da Polícia da Caatinga. Foi na última quarta-feira, quando chegou na Rodovia do Sertão em Monte Alegre  e encontrou um grupo de pessoas liderada pelo ex-vereador Aritana.

Informações chegadas à coluna dão conta que Jackson Barreto está muito chateado com as colocações da deputada estadual Ana Lúcia (PT). Entre elas que o governador deve dar "pitaco" no partido dele, o PMDB, e não no PT.

Já é carnaval!