Carro à frente dos bois

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 25/09/2015 às 01:12:00

O próximo ano tem eleição municipal para prefeito e governador, mas o que vem se discutindo são as eleições de 2018. A maioria das conversas gira em torno de composições e apoios para governador, senador e deputado federal.
Nos bastidores da política sabe-se que os caciques dos partidos já discutem isso. Pela base aliada do governador Jackson Barreto (PMDB), o PRB do prefeito Heleno Silva (Canindé do São Francisco) não apoiará um candidato a prefeito ou vereador se não tiver a garantia de que em 2018 terá o apoio para o Senado a Heleno.
A mesma coisa acontece com o PSD presidido no Estado pelo deputado federal Fábio Mitidieri, que tem pretensões políticas de também concorrer ao Senado em 2018. A legenda não apoiará nenhum candidato sem a garantia do apoio ao próprio Mitidieri.

A história se repete com o PDT, que no Estado é presidido pelo prefeito Fábio Henrique. O prefeito de Nossa Senhora do Socorro, que inicialmente tinha pretensões políticas de concorrer a uma cadeira no Senado em 2018, uma vez que não disputará mais a eleição municipal em 2016, por já ter sido reeleito, agora já foca para um mandato de deputado federal.
Na base aliada do governo o pré-candidato a prefeito de Aracaju em 2016, Valadares Filho (PSB), enfrenta alguns problemas de entendimento político por conta disso. O maior empecilho é a possibilidade de reeleição do seu pai, o senador Antonio Carlos Valadares, em 2018.

Os partidos de olho no Senado temem o fortalecimento da reeleição do senador no caso do filho ser eleito o prefeito da capital. Até porque muitos têm dúvida se o governador Jackson Barreto (PMDB) vai mesmo para casa ao final do seu governo, como vem dizendo sempre, ou vai encarar o Senado para exercer o único mandato que não tem em seu currículo político.
Acham que não tem chance com Valadares e Jackson disputando o Senado, uma vez que são somente duas vagas para o Senado em 2018. E ainda tem os candidatos da oposição.
Pela oposição o cenário não é diferente. O senador Eduardo Amorim (PSC) e o deputado federal André Moura (PSC), que pretendem disputar o Senado e o Governo em 2018, já estão trabalhando alianças. Além de lançarem nomes para as prefeituras já negociam apoios a prefeitos que vão disputar a reeleição ou pré-candidatos em troca do apoio deles.

O DEM, do prefeito João Alves Filho, já trabalha a sua reeleição a prefeito de Aracaju pensando em 2018. Para isso, o candidato a vice tem de ser da sua confiança. Isso porque o foco é a eleição de governador, quando o próprio JAF quer voltar a disputar o Governo do Estado.
Como João Alves deve mesmo ir para a reeleição tendo José Carlos Machado (ainda PSDB) como vice, o que não deve agradar a aliados que desejam indicar o seu vice, o DEM adotou uma nova estratégia após perder o comando do PSDB em Sergipe para os Amorim: trazer para a base novos partidos. Nesse sentido, luta em Brasília pelo comando do PROS e PHS no Estado, o que permitirá um tempo de programa eleitoral.
Trocando em miúdos estamos a praticamente um ano das eleições municipais, mas o que está na mesa de negociação são as eleições de 2018.

O foco
O pré-candidato a prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), afirma que ele é o único político que não está pensando em 2018, mas nas eleições do ano que vem. "Sou o único que não ver 2016 com 2018. O PSB, o PMDB, PT entre outros aliados estão pensando 2016 como 2018. Como não tem candidato natural a governador do nosso lado todos estão querendo se fortalecer. É preciso equacionar isso", avalia.    

Mais próximo
Edvaldo revela que continua conversando sobre as eleições de 2016, em busca de entendimentos e apoio a sua pré-candidatura. Ressalta o ex-prefeito que sente uma aproximação com o PRB e o PSD.

Subvenção
Acontece nesta sexta-feira, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), os depoimentos do deputado federal Adelson Barreto (PTB) e do ex-deputado estadual Arnaldo Bispo (DEM) sobre as verbas de subvenção social da Assembleia Legislativa. Os dois, que pediram para ser ouvidos, prestarão depoimento a partir das 14h, pelo juiz relator do processo Fernando Stefaniu e os promotores de Justiça.

A acusação 1
Adelson é acusado, como deputado estadual, de desvio das subvenções repassadas à Associação de Moradores José Augusto dos Santos, em Muribeca, e à Sociedade Musical Lira Nossa Senhora da Purificação, em Capela, as quais foram indicadas para receber R$ 600 mil no ano de 2014. Além de Adelson, foram processados o empresário Antônio Arimatéia Rosa Filho (vereador de Capela pelo PSB), a engenheira Edilene de Jesus Amaral, a empresária Lilian Feitosa Barros de Mendonça e os líderes comunitários Robério dos Anjos Andrade (presidente da Lira de Capela), José Marques Mota Santos (presidente da Associação José Augusto) e José Pedro Silva Santos (ex-presidente da mesma).

A acusação 2
Já Arnaldo Bispo é processado por ter destinado verbas de subvenção para a Associação de Moradores Carentes de Moita Bonita. A entidade recebeu R$ 275 mil em verbas de subvenção de mais três parlamentares da legislatura passada: Luiz Mitidieri (PSD), Venâncio Fonseca (PP) e Angélica Guimarães, hoje conselheira do Tribunal de Contas do Estado. O Ministério Público apurou que essa associação não funciona.

O que falar
Ontem o comentário nas rodas políticas era que a Prefeitura de Aracaju agiu rápido para não se desmoralizar sobre a licitação do lixo domiciliar marcada para a próxima segunda-feira, 28. Isso porque se antecipou ao julgamento do Tribunal de Contas do Estado, que seria ontem, sob o pedido de suspensão da licitação do lixo, e saiu com nota informando que dentro do princípio da auto tutela decidiu adiar a licitação pela necessidade de ter que realizar algumas adequações técnicas no edital, visando esclarecer aos possíveis concorrentes algumas dúvidas sobre os parâmetros técnicos exigidos e que estavam sendo questionados. A nota informava ainda que em breve o edital será republicado, reabrindo, assim, todos os prazos previstos por lei.

Quem questionou
O pedido de suspensão da licitação sobre os seis lotes do edital da coleta do lixo junto ao TCE foi feito por empresas e Sindicatos dos Garis. Já as empresas Torre (BA), Locar (PE), Vital (RJ) questionaram o edital junto à Secretaria de Planejamento.

Salário
Segundo o governador em exercício Belivaldo Chagas (PSB), o salário dos servidores públicos do Estado deste mês de setembro pode ser pago integralmente até o dia 30 ou parcelado em menor tempo, ou seja, bem antes do dia 11 do mês subsequente como ocorreu anteriormente. As contas ainda estão sendo feitas.

Homônimo 1
Em conversa ontem com a coluna o padre Anselmo Silva, da Igreja Católica Brasileira, disse que procurou o juiz Edmilson Pimenta para saber sobre a origem do processo nº 9310-21.2012.4.01.3500, da 5ª Vara da Justiça Federal do estado de Goiás, em que Anselmo Silva e Egmar Gonçalves Silva aparecem como processados por estelionato majorado e execução extrajudicial. Segundo ele, houve a constatação de que o Anselmo citado no processo junto com o padre Egmar é um homônimo seu.

Homônimo 2
De acordo com padre Anselmo, ele dispõe de certidão negativa do Poder Judiciário e de bons antecedentes. "O que ocorre é que um tal de Amoroso Jorge, que se passa por jornalista, vem tentando me extorquir após ter acesso a esse processo. Me pede dinheiro para pagar conta de água, luz e para vender livros da sua filha. Já o ajudei muito até descobrir quem ele é: uma pessoa que não merece credibilidade nem confiança", afirmou o padre, dizendo que tem gravações das tentativas de extorsão dele e que vai prestar um Boletim de Ocorrência.  

Apelo
Do ex-deputado estadual Jorge Araújo (PSD) sobre laudo do CREA revelando que a Ponte de Pedra Branca caiu por falta de manutenção: "É preciso saber como se encontram as demais pontes do Estado nas diversas rodovias, para garantir a segurança da população. Não seria o caso do CREA realizar uma vistoria, evitando que os laudos não se verificassem depois do acidente? É preciso evitar as tragédias".

Menos dois
O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou nesta semana, por unanimidade, dois pedidos de registro de novos partidos: o Partido pela Acessibilidade e Inclusão Social (PAIS) e o Partido Nacional Corinthiano (PNC). O motivo foi o não cumprimento dos requisitos legais para sua criação. Se o TSE tivesse concedido registro ao PNC e PAIS, o Brasil passaria a ter hoje 36 partidos.

Veja essa...

Do senador Cristovam Buarque, que já foi governador do Distrito Federal e filiado ao PT, durante conferência de professores em Sergipe: "O país é indecente quando não oferece uma escola de qualidade. Também é indecente uma pessoa morrer antes do tempo porque não tem dinheiro para pagar saúde".

Curtas

Na manhã de hoje o governador em exercício, Belivaldo Chagas, visita a região Centro Sul do estado para entregar 395 títulos fundiários a produtores rurais. Na ocasião, será assinada ordem de serviço para reforma no Terminal Rodoviário do município de Simão Dias.

Acontece hoje a Convenção Estadual do PSD, a partir das 15h, no Hotel Mercure. No ato político serão apresentados os novos filiados da legenda, já visando às eleições municipais do próximo ano.

Segundo o presidente estadual do PSD, deputado federal Fábio Mitidieri, estarão prestigiando a convenção o presidente nacional da legenda, deputado federal Guilherme Campos (SP) e o ministro Gilberto Kassab (Cidades).

O senador Cristovam Buarque esteve ontem em Sergipe proferindo palestra durante solenidade de encerramento do 2º Curso de Gestão Escolar, promovido pela Secretaria Municipal da Educação de Aracaju (Semed) aos professores da rede. O evento foi realizado no auditório do TCE, com a presença do prefeito João Alves. Antes Buarque visitou o pleno do TCE.