Conversas preliminares

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Apesar dos duros embates na tribuna da Assembleia Legislativa sobre o polêmico projeto dos depósitos judiciais, o líder do governo Francisco Gualberto (PT) e o deputado da oposição Georgeo Passos (PTC) dialogam bastante durante as sessões plenárias. Ontem
Apesar dos duros embates na tribuna da Assembleia Legislativa sobre o polêmico projeto dos depósitos judiciais, o líder do governo Francisco Gualberto (PT) e o deputado da oposição Georgeo Passos (PTC) dialogam bastante durante as sessões plenárias. Ontem

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 21/08/2015 às 11:59:00

Apesar dos duros embates na tribuna da Assembleia Legislativa sobre o polêmico projeto dos depósitos judiciais, o líder do governo Francisco Gualberto (PT) e o deputado da oposição Georgeo Passos (PTC) dialogam bastante durante as sessões plenárias. Ontem, dia da votação em plenário, a situação não foi diferente. Eles trocaram figurinha várias vezes.

Conversas preliminares

Desde o final do ano passado que qua-tro nomes são citados como pré-can-didatos a prefeito de Aracaju em 2016: o ex-prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB), o deputado federal Valadares Filho (PSB), a deputada estadual Ana Lúcia (PT) e o próprio prefeito João Alves Filho (DEM), que deve ir para a reeleição.
Recentemente foi propalado o nome da deputada estadual Silvia Fontes (PDT) como pré-candidata a prefeita de Aracaju, mediante o fato de ter transferido o seu titulo de eleitor de Nossa Senhora do Socorro para a capital sergipana.  
Agora, aparece o nome do deputado estadual Garibaldi Mendonça (PMDB). Um grupo pluripartidário sugeriu o seu nome para prefeito da capital e ele está empolgado com essa possibilidade, já tendo iniciado conversas com pessoas influentes em busca de apoio. Anteontem à noite chegou a tomar sopa com uma dessas pessoas.
Garibaldi é um bom nome para a prefeitura. Está no quinto mandato de deputado estadual, sempre foi bem votado em Aracaju e é uma pessoa coerente nas suas posições.
Com Garibaldi já são quatro os nomes da base aliada do governador Jackson Barreto (PMDB) com pretensões de disputar a Prefeitura de Aracaju, sendo três deputados estaduais.
É muito provável que o nome de Silvia venha a compor como vice por ainda ser uma pessoa desconhecida do eleitorado aracajuano, uma vez que só tem oito meses de mandato parlamentar, quando os outros prováveis pré-candidatos são veteranos na política sergipana.   
Por ter muitos aliados com interesse na disputa pela sucessão de João Alves não se sabe qual será a posição do governador, que não admite falar este ano sobre sucessão municipal em 2016 por estar focado na administração da máquina do Estado neste momento de crise econômica.
JB tanto pode apoiar um nome ainda no primeiro turno como somente se envolver no pleito no segundo turno. Quem conhece a sua inquietação apostaria na primeira hipótese, apesar de poder lhe render alguns dissabores, pois ele vai querer derrotar João Alves nas urnas.
O bloco dos irmãos Amorim ainda falta definir seu candidato a prefeito da capital. Fala-se no nome do deputado estadual Capitão Samuel (PSL) e até de Venâncio Fonseca (PP).
Chegou-se a cogitar o próprio nome do senador Eduardo Amorim (PSC), mediante o seu anúncio de que iria transferir o seu titulo de eleitor de Itabaiana para Aracaju. É muito pouco provável a sua candidatura, pois o seu interesse está em 2018: governo ou senado.
Vamos aguardar 2016 chegar, pois até lá ainda tem muita água para rolar por debaixo da ponte. Enquanto isso todo mundo está conversando com todo mundo...

No aguardo
Do deputado federal Fábio Reis (PMDB) sobre o fato de um grupo pluripartidário ter convencido o deputado estadual Garibaldi Mendonça a ser pré-candidato a prefeito de Aracaju em 2016, pelo PMDB: "Garibaldi é um quadro importante para o partido, mas sobre sucessão municipal só tomarei posição ouvindo o governador Jackson Barreto".
 
Vitória do governo
Após um grande embate entre situação e oposição a Assembleia Legislativa aprovou ontem, em plenário, o polêmico Projeto de Lei Complementar 08/2015, do Poder Executivo, que autoriza o Estado a utilizar 70% dos depósitos judiciais para pagar salários dos servidores públicos e inativos. Por conta do projeto, que foi votado também ontem nas comissões, a sessão plenária, iniciada às 9h, se estendeu até por volta das 16h, quando o PLC finalmente foi votado em redação final.
 
Emendas rejeitadas
No decorrer da sessão o deputado da oposição, Georgeo Passos (PTC), apresentou quatro emendas ao projeto. A sessão foi suspensa e as emendas foram debatidas na Sala das Comissões, sendo rejeitadas. A bancada governista acompanhou o parecer da relatora Silvia Fontes (PDT) pela inconstitucionalidade das emendas sob a alegação de que o projeto só poderia ser emendado pelo próprio Poder Executivo.
 
Justificativa contra
No plenário se posicionaram contrários ao projeto dos depósitos judiciais apenas os deputados Georgeo Passos, Maria Mendonça (PP) e Antonio dos Santos (PSC). Disseram que era inconstitucional pelo fato do Governo querer pegar o dinheiro do povo que está depositado em contas na justiça para pagar suas despesas, sem a autorização do cidadão que é o dono do dinheiro.
 
Justificativa a favor
O líder do governo na Assembleia, Francisco Gualberto (PT), fez uma ampla defesa do projeto. Disse que não tem porque haver preocupação das pessoas que tem valores a receber judicialmente, uma vez que a média de pagamento pelo Tribunal de Justiça de Sergipe é de 10%. "Estamos deixando um saldo de 30% no fundo e ainda estamos aumentando o percentual da remuneração, que hoje é de 0,4% para 0,6%. Portanto, não há nenhuma perda para as pessoas que estão aguardando receber esse dinheiro", frisou.
 
Oposição minguou
Votaram contra o projeto, em plenário, apenas seis deputados da oposição: Georgeo Passos (PTC), Maria Mendonça (PP), Venâncio Fonseca (PP), Valmir Monteiro (PSC), Capitão Samuel (PSL) e Antonio dos Santos (PSC). O governo ganhou por 15 x 6.
 
Curiosidade
A grande surpresa foi o Dr. Vanderbal (PTC), marido da ex-presidente da Assembleia Legislativa, Angélica Guimarães, ter votado com o governo. Os deputados Augusto Bezerra (DEM) e Paulinho das Varzinhas (PTdoB) também votaram com a bancada governista, mas não é novidade, pois já vêm votando a favor dos projetos do Poder Executivo.
 Não foram
Os dois deputados que não compareceram ontem à sessão plenária foram Gilson Andrade (PTC),pelaoposição, e Luiz Mitidieri (PSD), pela situação.
 
Bens bloqueados
Os deputados estaduais Gustinho Ribeiro (PSD) e Valmir Monteiro (PSC) tiveram seus bens bloqueados por determinação da juíza da 1ª Vara Cível de Lagarto, Carolina Valadares Bittencourt, que acatou pedido do Ministério Público do Estado (MPE). Para o MP, houve desvio de verbas de subvenção destinadas para três associações, no valor de R$ 1,6 milhão, entre 2012 e 2013, com a contratação fraudulenta de duas empresas para apresentação de notas superfaturadas, o que caracteriza lavagem de dinheiro. As associações são de familiares dos dois parlamentares.
 
Defesa
Em nota à imprensa Gustinho Ribeiro disse que foi surpreendido com a decisão judicial e tão logo seja notificado a sua assessoria jurídica vai tomar as medidas necessárias. Revelou que fez o que determina a lei, que é destinar recursos de subvenção para entidades, e que a aplicação do dinheiro não é da sua responsabilidade, mas da Mesa Diretora da Assembleia. Já Valmir disse que também ficou surpreso até porque não era deputado em 2012 e 2013 e que vai esperar ser citado pelo Judiciário para ter conhecimento a fundo do assunto em questão.
 
Os primeiros
Os ex-deputados estaduais Angélica Guimarães, hoje conselheira do Tribunal de Contas do Estado, e Adelson Barreto (PTdoB), hoje deputado federal, também tiveram seus bens indisponíveis por decisão judicial por conta das subvenções da Assembleia Legislativa.
 
Serão ouvidos
No próximo dia 03 de setembro três deputados estaduais da legislatura passada que constam na lista da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) como suspeitos de irregularidades nas verbas de subvenção participarão da primeira oitiva com parlamentares no TRE. Dois deles são o deputado estadual Augusto Bezerra (DEM) e o atual deputado federal Adelson Barreto (PTdoB).
Estância
Na última quarta-feira à noite o deputado Gilson Andrade se reuniu com oito vereadores do município de Estância. Discutiram a sucessão municipal e o fortalecimento do agrupamento político. Na oportunidade, o parlamentar colocou seu nome à disposição para a Prefeitura de Estância. Estiveram presentes os vereadores Sérgio da Larissa (PT do B), Pedro Benjamin (PPS), André Graça (PSL), Sérgio Bezerra (PC do B), Zé da Paz (PSDB), Tertuliano Pereira (PRB), Misael Dantas (PSC) e Júlio André (PMN).
 
Ponto de vista
O vereador Dominguinhos do PT avalia que as eleições em Estância serão polarizadas entre o prefeito Carlos Magno (DEM), que vai para a reeleição, e a esposa do ex-prefeito Ivan Leite (PRB), Adriana Oliveira (PRB). Avalia que Gilson Andrade perdeu força por conta do escândalo das verbas de subvenção.
 
No governo federal
Depois de Silvio Santos na superintendência do Ibama, o tesoureiro nacional do PT, ex-deputado federal Márcio Macedo, conseguiu emplacar o seu assessor desde que era secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Cássio Murilo Costa, no comando da Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário do Estado de Sergipe.

Veja essa...

Moradores de Canindé do São Francisco fizeram ontem o enterro simbólico do prefeito Heleno Silva (PRB) e 11 vereadores em protesto aos salários atrasados e ameaça de demissões. Um dos 11 parlamentares, o Emanuel Paciência, chegou na manifestação e quebrou o seu "próprio caixão". Não faltou vaia.

Curtas

O governador Jackson Barreto, que se recupera em São Paulo de uma cirurgia no pé esquerdo, recebeu anteontem a visita do secretário Zezinho Sobral (Saúde). Acompanha JB o seu irmão Gilson Barreto.
 
O novo superintendente do DNIT, ex-deputado estadual Ismael Silva, concede hoje entrevista coletiva à imprensa para falar do KM 94, da BR 101, que foi destruído no ano passado. Será às 8h, na sala de reuniões do próprio DNIT.
 
O empresário Célio Franca, que denunciou um esquema de fraude de empresários em licitação da merenda escolar nas Prefeituras de Socorro e São Cristóvão, com repercussão nacional, voltou a denunciar ontem, no programa de George Magalhães, que os denunciados continuam participando das licitações e se utilizando da mesma prática de superfaturamento.
 
O prefeito Roberto Araújo (PT/Poço Redondo) comanda hoje uma manifestação contra a saída do Pelotão da Caatinga do povoado Vaca Serrada, em Porto da Folha, para Nossa Senhora da Glória. Ela acontecerá às 8h, na Vaca Serrada.