Caos no Centro

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Em uma roda política ontem o deputado estadual Georgeo Passos (PTC) foi citado como um bom nome para ser líder da oposição na Assembleia Legislativa, apesar de ser deputado de primeiro mandato. Em razão não só da sua boa atuação parlamentar, mas pelo fato
Em uma roda política ontem o deputado estadual Georgeo Passos (PTC) foi citado como um bom nome para ser líder da oposição na Assembleia Legislativa, apesar de ser deputado de primeiro mandato. Em razão não só da sua boa atuação parlamentar, mas pelo fato

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/08/2015 às 00:40:00

Em uma roda política ontem o deputado estadual Georgeo Passos (PTC) foi citado como um bom nome para ser líder da oposição na Assembleia Legislativa, apesar de ser deputado de primeiro mandato. Em razão não só da sua boa atuação parlamentar, mas pelo fato do líder Capitão Samuel (PSL) ter sido delatado pelo ex-colega parlamentar Mundinho da Comase (PSL) no esquema das subvenção, estando um pouco com a sua "imagem queimada". Capitão Samuel, inclusive, nem vem falando com a imprensa. 

Caos no Centro

Ontem o Centro de Aracaju virou um caos. Quem foi trabalhar ou foi às compras no centro comercial viveu seu dia de transtorno pelas várias manifestações em ruas e avenidas, impedindo o tráfego de veículos.
Pela manhã, na porta da Câmara Municipal de Aracaju, os taxistas clandestinos fizeram um novo protesto para reivindicar a regulamentação do transporte alternativo da zona Sul da capital.
Aproveitaram a volta do recesso parlamentar dos vereadores para pedir o apoio dos parlamentares para que possam atuar legalmente no sistema de transporte público da capital. Fecharam o trecho da rua Itabaianinha, onde fica o Poder Legislativo Municipal, com a utilização de carro de som e faixas.

Já em frente à Assembleia Legislativa, filiados a 14 sindicatos de servidores públicos montaram acampamento na Praça Fausto Cardoso. Por não terem gostado do resultado da reunião no dia anterior, com o vice-governador Belivaldo Chagas (PSB) sobre a questão salarial, eles foram pedir apoio dos deputados estaduais no sentido de que interfiram para que o governo resolva a questão da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e, consequentemente, possa conceder reajuste para o funcionalismo. Eles também protestaram

contra o parcelamento dos salários.
A exemplo dos taxistas clandestinos, os servidores utilizaram faixas, cartazes e carro de som em frente à Assembleia. Diziam que esperavam propostas do governo e não a "choradeira" de que não tem recursos. Os delegados também participaram do movimento e declararam que vão continuar com a Operação Parcelamento, visando sensibilizar o governo para que atenda ao pleito da categoria.
Já na avenida 7 de Setembro, os aprovados no último concurso da Polícia Militar fecharam o semáforo. Munidos de faixas e falando palavras de ordem, os manifestantes pediam a contratação de novos concursados pelo governo. Eles também mostravam para a população a necessidade de aumentar o contingente policial, através de convocação dos excedentes, pelo crescimento da criminalidade no Estado.
Já pela tarde, alunos do Colégio Estadual Dom Luciano foram às ruas protestar contra a falta de limpeza e de merendeira naquela unidade de ensino. Segurando faixas, os estudantes saíram em passeata pela Av. Barão de Maruim.

Trocando em miúdos, o povo aracajuano - que sofre com o problema de mobilidade urbana por conta da falta de uma política municipal para resolver a questão dos engarrafamentos - foi ainda mais afetado ontem com todas essas manifestações contra o prefeito João Alves (DEM) e o governador Jackson Barreto (PMDB).

Decisão 1
A juíza da 18ª Vara Cível, Fabiana Oliveira de Castro, determinou ontem que a conselheira do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Angélica Guimarães, faça, em 15 dias, defesa prévia da acusação de pagamento indevido e irregular das verbas de subvenção de 2014, quando era presidente da Assembleia Legislativa.

Decisão 2
Essa foi a posição inicial da magistrada com relação à Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público Estadual (MPE) em que é pedido que Angélica Guimarães devolva aos cofres públicos os R$ 36 milhões repassados em 2014 para os deputados, com cada um recebendo R$ 1,5 milhão. Assim como indenização por dano à imagem da Assembleia no valor de R$ 7,5 milhões e perda do cargo de conselheira.

Indiciados
A delegada Danielle Garcia, da Delegacia Especializada no Combate ao Crime Contra a Ordem Tributária e a Administração Pública (Deotap), concluiu parcialmente ontem o inquérito policial sobre o destino das verbas de subvenção do ex-deputado Mundinho da Comase (PSL). E indiciou o ex-parlamentar e os irmãos Augifranco e Ygor Vasconcelos, da Associação Ala Jovem de Lagarto, por crime de peculato, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. Os três fizeram a delação premiada.

Medidas
Segundo a delegada, os autos vão ser encaminhados para a Comarca de Lagarto, onde originou os processos, para que as medidas cabíveis sejam adotadas. Em razão da citação de cinco deputados estaduais no processo, os autos também serão enviados ao procurador-geral de Justiça, Roni Almeida, que deverá encaminhar para o Tribunal de Justiça com solicitação de autorização para o Ministério Público Estadual continuar com as investigações.

Cobrança
Na volta do recesso parlamentar, o vereador da base aliada do prefeito João Alves Filho (DEM), Renilson Félix (DEM), cobrou ontem o envio imediato do Plano Diretor de Aracaju para a Câmara. "O ordenamento da cidade depende deste que, talvez, seja o maior projeto dessa gestão. A hora de apreciarmos é agora. Se deixarmos para discutir isso no próximo ano, que é de eleição, vai acontecer igual a gestão de Edvaldo Nogueira, e isso não é bom", opinou. Renilson teve o apoio do vice-presidente da Câmara, Jailton Santana (PSC).

Membro de CPI
O deputado federal Fábio Reis (PMDB) deve fazer parte da CPI do BNDES que será criada nos próximos dias. Fabio fará parte da tropa de choque do todo poderoso presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB/RJ).

Licença
O senador Antonio Carlos Valadares (PSB) se licenciou do Senado para se recuperar de uma cirurgia de Hiperplasia Benigna Prostática (HBP) realizada em Brasília. Retorna às atividades parlamentares na próxima segunda-feira.

Registro
Apenas 8% dos 513 deputados compareceram a todas as sessões reservadas a votação na Câmara no primeiro semestre da nova legislatura. Entre 1º de fevereiro e 17 de julho, a presença dos parlamentares só foi exigida em 67 dias. Ainda assim, somente 44 deputados participaram de todas as sessões deliberativas. Entre eles, 20 são calouros na Casa e exercem o primeiro mandato federal. Nenhum dos oito deputados federais por Sergipe integra essa lista. Os dados são de levantamento exclusivo do Congresso em Foco, baseado em registros oficiais da Câmara.

Na oposição
O deputado federal André Moura, líder do PSC na Câmara, leu ontem nota em plenário informando a diretriz do seu partido de declarar oposição total a presidente Dilma Rousseff. O senador Eduardo Amorim (PSC) fez o mesmo no Senado.

Que grupo?
Do presidente estadual do PPS, Clovis Silveira - que conversa com o vice-prefeito José Carlos Machado (ainda PSDB) para que se filie ao seu partido, mesmo tendo apoiado Jackson Barreto (PMDB) nas eleições de 2014 - ao ser questionado sobre a qual grupo político pertence, se ao de João Alves, o de Jackson Barreto ou dos irmãos Amorim: "Pertenço ao grupo de Clovis Silveira. Não somos subservientes. Seguimos o nosso caminho".

Reunião
Acontece nessa quinta-feira, em Brasília, reunião da Executiva Nacional do PPS. Clovis Silveira convidou Machado para participar da reunião, levando a crer que o vice-prefeito já está com um pé no PPS, mediante a possibilidade do PSDB, agora sob o comando em Sergipe dos irmãos Amorim, não apoiar a sua indicação para permanecer como vice de João Alves em 2016.

Veja essa...
Uma professora do ensino médio do Colégio Costa e Silva, ao invés de ensinar para os alunos o conteúdo da grade curricular, fica criticando os políticos em sala de aula. Não escapam das críticas o prefeito João Alves, o governador Jackson Barreto e os deputados estaduais por conta do escândalo das verbas de subvenção.

... e essa ...
O deputado federal Rogério Marinho (PSDB-RN), titular da Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, propôs, no último dia 6 de junho, uma lei que torna crime o "assédio ideológico" em ambiente escolar. O projeto prevê pena de detenção de três meses a um ano e multa, com possibilidade de aumento da punição, caso o ato seja praticado por educadores ou "afete negativamente a vida acadêmica da vítima".

Curtas
O líder do PSC, André Moura, discutiu ontem em Brasília com os demais líderes partidários da Câmara dos Deputados a votação em segundo turno da PEC da Redução da Maioridade Penal de 18 para 16 anos, que deverá acontecer ainda em agosto.

De volta do recesso parlamentar, o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) protocolou na Câmara um projeto que altera a lei 9.656, de 03 de junho de 1998, que dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde e dá outras providências. A finalidade é proibir discriminação entre clientes consumidores dos planos de saúde e particulares.

O vereador Anderson de Tuca (PRTB) disse ontem que o seu partido está se preparando para as eleições 2016. Revela que haverá plenárias nos grandes municípios visando atrair novos filiados que possam concorrer no pleito do ano que vem.