A força dos partidos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 10/04/2015 às 00:53:00

Na semana passada, durante conversa com a coluna, o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) falou da chapa majoritária governista que vai defender nas eleições de 2018 por achar "extremamente" competitiva: Governador - Rogério Carvalho (PT), vice-governador - Luciano Bispo (PMDB) e para as duas vagas de senador ele e Jackson Barreto (PMDB).
Ao ser questionado como ficará o PRB do prefeito Heleno Silva (Canindé) e o PDT do prefeito Fábio Henrique (Socorro), que vão querer participação na majoritária, Fábio Mitidieri disse que o seu partido já foi sacrificado em 2014 ao ter ficado de fora da chapa majoritária, quando já era um partido grande.
E mandou um aviso: "Em 2018 não vamos abrir mão da majoritária. O PSD é hoje um dos maiores partidos de Sergipe, com um deputado federal, três deputados estaduais, 12 prefeitos e dezenas de vereadores", revelou.

"O PRB hoje só tem um deputado federal, um deputado estadual e um prefeito, que é o de Canindé. O PDT só tem três ou quatro prefeitos e um deputado estadual. É justo que uma das vagas do Senado fique com o PSD", argumentou Mitidieri.
Visando o fortalecimento de um projeto de participação na chapa majoritária do governo, os partidos PRB, PSB e PDT estão se unindo visando o fortalecimento nas eleições de 2018, passando por 2016.
Ao ser questionado sobre a chapa de Mitidieri, que exclui o PRB, que pleiteia uma das vagas do Senado, o prefeito de Canindé do São Francisco, Heleno Silva, afirmou: "Cada partido tem o direito de reivindicar seu espaço. O que vai ser analisado é a força política de cada um e as pesquisas".

Na concepção de Heleno, não basta querer participar da chapa majoritária. "Tem toda uma história, tempo na estrada, resultado de pesquisa. O PSD tem todo o direito de requerer presença na majoritária, é muito bom poder sonhar. Tudo será decidido no tempo certo e não tenho dúvida que o PRB estará na cabeça de chapa. A conjuntura política nos favorece, temos grandes nomes não por imposição, mas por pedido do grupo. A gente cresceu muito. Temos vitórias e vitórias, temos vitória popular", avalia.
Para Heleno é por conta deste cenário que ele está tranquilo de que o PRB estará na chapa majoritária governista em 2018 ...

Tendência
Um aliado da cozinha do governador Jackson Barreto (PMDB) disse ontem à coluna que não tem mais dúvida que o vice-governador Belivaldo Chagas (PSB) será o candidato dele a governador em 2018. E que Belivaldo concorrerá à sucessão de JB não pelo PSB, mas pelo PMDB.    

Ponto de vista 1
"Belivaldo tem sido mais leal a Jackson Barreto do que muitos amigos do governador. Jackson compartilha tudo do governo com Belivaldo. Quem não gosta muito são os dinossauros do PMDB", garante o parlamentar da base aliada de JB.

Ponto de vista 2
Segundo o governista, a confiança de Jackson para com Belivaldo foi consolidada no segundo turno das eleições para presidente da República, quando ele o seguiu no apoio a reeleição da presidente Dilma Rousseff , enquanto o senador Valadares fez a opção de levar o PSB a apoiar o candidato tucano Aécio Neves. "Hoje Belivaldo está sempre presente nas reuniões políticas e administrativas que o governador participa", revela.

Ponto de vista 3
Na sua concepção, o vice-governador não deve ter muita dificuldade de deixar o PSB para se filiar ao PMDB e ser candidato a governador em 2018 com o apoio de Jackson. Informa que a amizade entre Belivaldo e o senador Valadares não é das melhores desde o pleito passado. "No segundo turno das eleições para presidente, Belivaldo chegou a procurar Valadares duas vezes para uma conversa e ele não o recebeu", conta.

Confiante
Na entrevista que concedeu essa semana no programa de Gilmar Carvalho, o senador Valadares disse que não acreditava na possibilidade de saída de Belivaldo do PSB. "Belivaldo não faria essa besteira de romper comigo. Ele me conhece há 40 anos e a Dilma conheceu há um ano", disse, enfatizando que ele foi duas vezes vice-governador indicado pelo PSB.

Homenagem
O governador Jackson Barreto (PMDB) vai hoje a Santa Rosa de Lima, sua terra natal, para comemoração do centenário da sua mãe, a professora Neuzice Barreto. Às 17h ele participa da inauguração de um busto da sua genitora, em uma praça da cidade. Em seguida irá ao cemitério levar flores e às 18h30, na Igreja Santa Rosa de Lima, participa da missa em Ação de Graça pelos 100 anos que sua mãe completaria se viva estivesse.
Obras
Na ocasião, Jackson entregará obras estruturantes em Santa Rosa de Lima. Os investimentos em pavimentação, drenagem, urbanização de praças e implantação de sistema de abastecimento de água somam de R$ 301.956,84.

Em construção
O presidente estadual do PSB, deputado federal Valadares Filho, continua se movimentando com relação à sua candidatura a prefeito de Aracaju em 2016. Apesar dos contatos que vem mantendo, ele acha que está muito cedo para discutir as eleições do ano que vem.

Longo caminho
"Tem muita água para rolar até as eleições. Temos a reforma política e um ano difícil para a economia do país. Com isso, no momento, estou mais focado no meu mandato de deputado federal. Mas o PSB vai se preparar para ser uma alternativa inovadora em Aracaju", afirma à coluna o deputado.

Depende
Ao ser questionado se terá interesse em se candidatar a prefeito de Aracaju em 2016 caso o Congresso Nacional venha aprovar, com a reforma política, que a próxima eleição para prefeito seja com mandato de apenas dois anos para que haja unificação das eleições já a partir de 2018, Valadares Filho afirmou que tem interesse, desde que seja permitida a reeleição. "Dois anos de mandato sem direito a reeleição não faz sentido", avalia.

Reforma
Vereadores da capital e interior se reúnem nesta sexta-feira, às 9h, no auditório do Tribunal de Contas do Estado. Vão discutir com a bancada federal a reforma política em discussão no Congresso Nacional, principalmente o ponto que diz respeito ao já praticamente consensuado fim das coligações proporcionais.

Reforma 2
Um dos parlamentares que já confirmou presença é o deputado federal Fábio Mitidieri. O parlamentar é a favor do Distritão, que estabelece que quem tem mais voto nas urnas ganha a eleição, o que faz com que as coligações percam o sentido.
Fogo amigo 1
Em uma roda política ontem durante almoço em restaurante da orla o assunto mais comentado foi a relação entre o presidente da Fundação Hospitalar de Saúde, Hans Lobo, e o presidente estadual do PT, ex-deputado federal Rogério Carvalho. É que foi colocado na mesa que o presidente da Fundação vem fazendo de tudo para agradar o aliado, tem, inclusive, feito nomeações e exonerações conforme o interesse de Rogério.

Fogo amigo 2
Teve quem comentasse que Rogério continua sendo o "todo poderoso da saúde do Estado". Falaram ainda que algumas pessoas do ex-deputado que tinham perdido cargos na gestão de Joélia (ex-secretária da Saúde) "estavam voltando com força total, enquanto hospitais ainda passam por problemas de falta de médico e medicamentos".       

Só contradições
Com a ouvida ontem de novas testemunhas no escândalo das verbas de subvenções sociais da Assembleia Legislativa, com o envolvimento de 23 deputados da gestão passada, a procuradora Eunice Dantas está cada vez mais convencida que muitos dos recursos foram utilizados na campanha eleitoral dos parlamentares acusados de usarem irregularmente as subvenções. O bicho vai pegar, até porque a tendência agora são as testemunhas virarem réus no processo pelas contradições visando proteger seus padrinhos políticos.

Veja essa...
Já preocupado com o pagamento da folha de pessoal do mês de abril, o governador Jackson Barreto (PMDB) procurou os secretários Jeferson Passos (Fazenda) e João Augusto Gama (Planejamento, Orçamento e Gestão) para saber como estão as finanças do Estado e o que está sendo feito para garantir dentro do mês o pagamento dos servidores. Não gostou de saber que Gama estava nos Estados Unidos neste período de dificuldade.  

Curtas
O deputado federal Valadares Filho não participou da votação do texto principal do projeto de lei que regulamenta os contratos de terceirização, por ter ocorrido no dia do falecimento da sua avó. Todavia, diz que se estivesse na Câmara seria contrário ao projeto por tirar direito dos trabalhadores.

Preocupado com o futuro dos alunos do curso de Odontologia da UFS, campus Lagarto, o deputado federal Fábio Reis (PMDB) destinou à área recursos no valor de R$ 500 mil. O objetivo é que sejam investidos na modernização e ampliação da infraestrutura do curso.

O suplente de vereador, Anderson Gois (PRB), diz que mesmo com foco na articulação da candidatura do deputado federal Jony Marcos para a prefeitura de Nossa Senhora do Socorro, o seu partido não se descuida de Aracaju. "O PRB está mobilizado na construção de nomes para a disputa legislativa na capital pretendendo eleger uma boa bancada de vereadores", afirma Anderson, que vem se consolidando dentro da agremiação partidária.

À coluna Anderson Gois disse que está como um soldado. "Estou à disposição do nosso PRB, dos nossos líderes Heleno Silva e Jony Marcos, estou muito satisfeito com o projeto partidário, com a determinação dos nossos comandantes. Me coloco como um soldado disposto a batalhar por vitórias", frisa.

O senador Eduardo Amorim (PSC-SE) apresentou requerimento à Secretária Geral da Mesa do Senado Federal com o propósito de obter informações do Ministro de Estado do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, sobre a atuação do BNDES.