Novela mexicana

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 27/02/2015 às 00:36:00

Até 2014 o carnê do IPTU chegava  à casa dos aracajuanos em meados de janeiro, para que até o dia 30 os contribuintes pudessem pagar integralmente, se beneficiando do desconto de 10%, ou até mesmo efetuar o pagamento da primeira parcela. O maior beneficiado é o próprio município, que depois de pagar duas folhas em dezembro, salário e 13º do servidor, começa a respirar com a entrada nos cofres públicos de uma nova receita.

Nesse momento de crise financeira em que passa os municípios, a Prefeitura de Aracaju continua demonstrando incompetência até para arrecadar recursos com a cobrança do IPTU, a partir do momento que não encaminhou a tempo para os imóveis e nem disponibilizou na internet o sistema para impressão do boleto de pagamento. O resultado disso foi a indignação do povo, que desejava pagar o IPTU, mesmo com aumento abusivo, mas não tinha como.

Com tanta atrapalhada, o prefeito João Alves (DEM) se viu obrigado a prorrogar, por três vezes, o pagamento do imposto. O prazo agora vence em 6 de março, em razão do município ter detectado que aproximadamente 80 mil contribuintes não efetuaram o pagamento do imposto 2015, seja na cota única ou primeira parcela.

Fora às atrapalhadas do IPTU, fruto de uma ação do próprio prefeito João Alves, que insiste em manter o secretário de Finanças, Luciano Paz, também como secretário da Saúde - que acaba não dando conta do recado com a sobrecarga em duas importantes pastas - JAF terá problemas com o significativo aumento do IPTU já este ano.

O Fórum Empresarial de Sergipe e a OAB vão entrar com Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN). As duas entidades não vão só questionar o aumento abusivo do IPTU, que só este ano teve casos de reajuste de 200%, mas outras ilegalidades contidas na lei: insegurança jurídica, capacidade contributiva, princípio de legalidade e da razoabilidade.
O aumento escandaloso do IPTU não deixa de ser um pote de maldade contra os aracajuanos, que como todos os brasileiros, estão sofrendo com os constantes aumentos dos combustíveis, que representa uma majoração de preço de tudo, pois no Brasil tudo é transportado pelo sistema rodoviário, e a volta da inflação.
Vamos acompanhar um embate jurídico entre a OAB e Fórum Empresarial x Prefeitura de Aracaju. Esperamos que o final dessa novela mexicana seja feliz para o povo que não aguenta mais pagar a conta da incompetência dos gestores.

Adiado
O prefeito João Alves Filho (DEM) cancelou em cima da hora uma nova reunião que teria com o Fórum Empresarial de Sergipe, que congrega 22 entidades, e a OAB, às 17h, em um hotel da orla, para tratar do aumento do IPTU, que é questionado pelas duas entidades. Alegou convocação em Brasília para discutir o BRT e remarcou o encontro para a próxima terça-feira.

Queimação
Um grupo de empresários da capital, indignado com o aumento da carga tributária, já mandou confeccionar 100 outdoors para serem colocados entre os bairros da cidade com o nome e as fotos dos 14 vereadores que votaram a favor do aumento abusivo do IPTU no final do ano passado.
Polêmica
Ontem os deputados estaduais Goretti Reis (DEM) e Valmir Monteiro (PSC) protagonizaram um grande embate político. Tudo porque Valmir vem criticando na imprensa a colega parlamentar e adversária política em Lagarto por ter sido reeleita pela oposição e hoje, na Assembleia, apoiar o governador Jackson Barreto (PMDB). Valmir também indaga se o prefeito João Alves (DEM) sabe que os dois deputados do seu partido votam com JB e acusa a família de só buscar o poder para se beneficiar.

Embate na Alese 1
Ontem, na tribuna da Assembleia, Goretti começou o seu pronunciamento dizendo que só devia satisfação sobre o seu partido ao seu líder político João Alves. Declarou que agia com coerência, honra e decência, lembrou que esteve na oposição durante seis anos e ressaltou que Valmir, quando ainda prefeito de Lagarto, deixou o seu grupo e continuou apoiando o então governador Marcelo Déda, e quando candidato a deputado estadual em 2014 não apoiou todos os candidatos majoritários da sua coligação. Se referiu à senadora Maria do Carmo (DEM), uma vez apoiou para o Senado Rogério Carvalho (PT).

Embate na Alese 2
Sobre o apoio a Jackson Barreto, a parlamentar ressaltou que o fez bem antes da convenção do partido e que de imediato comunicou a João Alves a sua decisão. Goretti colocou ainda que Valmir estava fazendo campanha antecipada, talvez com medo que seja sua concorrente em Lagarto. "Tenha calma, a eleição é ano que vem e temos tempo. Vir a essa casa discutir coisas supérfluas, não combina comigo. Sou mulher e não me furtarei em defender meu nome e o de minha família.", finalizou.

Embate na Alese 3
Ao rebater Goretti na tribuna, Valmir disse que o único questionamento que está fazendo junto à imprensa é sobre o enfraquecimento da oposição dentro da Alese por conta do apoio do DEM à bancada do governador. "Os deputados do partido são livres para fazerem o que quiserem! Agora não acho conveniente um partido ter uma posição política, meses atrás, durante a campanha eleitoral e agora ter outra completamente diferente".

Embate na Alese 4
Valmir finalizou dizendo que em momento alguma tratou de questões de Lagarto na Assembleia. "Eu falei sobre o DEM. Quem trouxe Lagarto para a discussão foi a deputada Goretti, para tentar me desqualificar perante os colegas, a imprensa e a opinião pública. Agora se a deputada quiser, pode trazer que nós discutiremos aqui ou em qualquer lugar. O incomodo dela é que lá eles têm três emissoras que falam de mim direto, e agora eu tenho a tribuna da Casa para cobrar e denunciar e ela vai ter que engolir".

Filme de faroeste 1
Do ex-deputado federal João Fontes: "Ao assistir a briga de documentos entre o PSB (senador Valadares) e o Sukita, fez-me remontar a um velho Faroeste que vi na cidade de Simão Dias ainda criança e que nunca saiu da minha memória. Refiro-me ao filme I Giorno dell'ira ( Dias ou Dia de Ira), que tem uma dupla fantástica do Westem Italiano, Lee Van Cleef e Giulianno Gemma, película rodado em 1967, sucesso da garotada Simão-Diense , que de olhos arregalados assistiam a tudo parecendo torcida de FLA X VASCO!".

Filme da faroeste 2
Prossegue o ex-parlamentar: "No filme, Van Cleff no papel de Rank Talby, é um pistoleiro em uma pequena cidade de Clifton, Arizona, que ao encontrar o jovem Scott (Giulianno Gemma) passa a lhe ensinar varias lições para ser um grande e respeitado bandido no mundo da pistola. O velho Talby torna-se o professor do Scott, que depois de um aluno submisso, decide dar uma reviravolta em sua vida passando a ser um pistoleiro temido. No final do filme o Scott se rebela contra o Talby, resultando em um duelo fatal!".

Filme de faroeste 3
Continua João Fontes: "No filme citado, como em vários personagens da história, a velha máxima da figura da criatura que se rebela contra o seu criador! O Sukita, gestado na barriga política do senador Valadares, agora parece disposto a partir para um duelo que ninguém sabe quem sairá vivo, politicamente, desse embate que apenas começa! No filme, o velho professor ensina a 5ª lição que é fatal para o jovem aprendiz: quando você atirar em alguém nunca lhe deixe ferido porque ele depois volta para lhe matar".

Filme de faroeste 4
Finaliza: "O PSB teve a oportunidade de resolver definitivamente a vida política do Sukita no momento que apreciou o pedido de sua candidatura, agora tudo ficou mais difícil, deixando a grande lição da vida, na linda canção do Vandré : quem sabe faz a hora não espera acontecer ....! O PSB que claudicou no momento que deveria agir de forma correta, agora bebe do seu próprio veneno e somente o senador sabe o que ensinou ao seu importuno pupilo!".

Veja essa...
Dias antes do incêndio que destruiu 70% dos medicamentos da Fundação Hospitalar de Sergipe (FHS), armazenados na Central de Logística (Celog) para abastecer as unidades de saúde e a CASE, no valor estimado de R$ 5 milhões, foi queimada uma central do programa de agendamento de consulta da CASE. Isso nunca tinha acontecido. Qualquer coincidência será mera semelhança?

Curtas
Inicialmente remarcada para a próxima segunda-feira para ter uma maior participação da bancada federal, acabou sendo realizada ontem mesmo a reunião almoço dos parlamentares da oposição liderados pelo senador Eduardo Amorim (PSC) para discutir política.

Para o senador, esses encontros se tornaram fixos e são importantes para o grupo permanecer fortalecido, mantendo a sintonia e união adquirida. "Já agendamos para na próxima quinta-feira, a nossa assessoria apresentar a eles o nosso novo plano de comunicação".

Nenhum deputado federal da oposição compareceu à reunião, assim como os deputados estaduais Vanderbal, Paulinho da Varzinha e Georgeo Passos. "Acredito que a quantidade é importante, porém a qualidade é fundamental", afirmou Eduardo.
O senador Amorim se reuniu com os deputados estaduais Venâncio Fonseca, Capitão Samuel, Maria Mendonça, Gilson Andrade, Valmir Monteiro e Antonio dos Santos.

Na manhã de hoje a diretoria da OAB se reúne com os deputados federais de Sergipe para discutir o Exame da Ordem, que no Congresso Nacional já se discute a possibilidade do fim da obrigatoriedade do referido exame. Será durante café da manhã, às 8h, na sede a OAB.

Em discurso ontem na Alese, o líder da bancada de governo Francisco Gualberto (PT) informou que o secretário Mendonça Prado irá a Casa prestar todas as informações sobre seus projetos para a SSP, em atendimento a um requerimento apresentado pelo deputado Valmir Monteiro. Falta acertar a data.