Exemplo a ser seguido

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/02/2015 às 00:39:00

O ministro das Cidades, Gilberto Kassab, inova na forma de fazer gestão. Após assumir o ministério em 5 de janeiro deste ano, o ex-prefeito de São Paulo e presidente nacional do PSD visita os Estados com sua equipe a fim de se encontrar com governadores e prefeitos para tratar do andamento de obras, projetos e parcerias com o Ministério.  
Nas reuniões, o ministro Kassab apresenta sua equipe ministerial e os principais programas do Ministério nas áreas de habitação, saneamento e mobilidade urbana. E recebe demandas dos governadores e prefeitos no seu Ministério.

Dentro dessa sua filosofia o ministro chegou ontem a Sergipe, às 10h30, onde se reuniu com o governador Jackson Barreto (PMDB) e 13 prefeitos do interior com projetos em seu ministério a partir das 11h, no Palácio dos Despachos. Depois, à tarde, o encontro foi com o prefeito da capital João Alves Filho (DEM), na sede da prefeitura.  
O Ministério das Cidades é parceiro do Governo do Estado na implementação de programas habitacionais, de saneamento e de mobilidade urbana. O suporte do Ministério tem sido decisivo para que o Governo de Sergipe realize as intervenções que ampliarão a cobertura de esgoto na Grande Aracaju de 32% para mais de 90%.

Na reunião, apenas quatro prefeitos falaram das demandas dos seus municípios, que inclui a paralisação de obras por falta de recursos.  Cobraram o reinício de obras os prefeitos Fábio Henrique (PDT/Nossa Senhora do Socorro), Carlos Magno (DEM/Estância), Jean Nascimento (PSD/Boquim) e Dilson de Agripino (PT/Tobias Barreto). Outros entregaram documentos com seus pleitos.
Além do governador e de prefeitos, participaram da reunião com o ministro e sua equipe o vice-governador Belivaldo Chagas, os secretários Valmor Barbosa (Infraestrutura), Olivier Chagas (Meio Ambiente e Recursos Hídricos) e Antônio Hora (Justiça), o presidente da Adema, Almeida Lima. Além de alguns deputados estaduais.   

Na reunião de Kassab e equipe com o prefeito João Alves também esteve presente o vice-prefeito José Carlos Machado. Além dos secretários Marlene Calumby (Governo), Eduardo Matos (Meio Ambiente), Georlize Oliveira (Defesa Social e Cidadania), Carlos Batalha (Comunicação), Igor Albuquerque (Planejamento), Walker Carvalho (Indústria e Comércio), Luciano Paz (Fazenda), Selma Mesquita (Ação Social) e alguns auxiliares.
O novo ministro das Cidades, que já governou a maior cidade da América Latina, age de forma correta quando deixa seu gabinete em Brasília e vai aos Estados, junto com sua equipe, discutir as realidades enfrentadas pelas cidades. É uma forma de demonstrar que quer estreitar relação e fazer funcionar as ações do seu ministério...
Seu exemplo de democracia devia ser seguido por outros ministros.

Hora contada
A reunião do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, com o governador Jackson Barreto (PMDB) e prefeitos, ontem, no final da manhã, no Palácio dos Despachos, durou cerca de 1h40. Logo após, todos foram almoçar no Palácio de Veraneio. Por volta das 14h40, o ministro e equipe foram ao encontro do prefeito João Alves (DEM). Kassab e comitiva retornaram às 17h à Brasília, em avião da FAB.

Boas vindas
O deputado federal Fábio Mitidieri e os deputados estaduais Luiz Mitidieri e Jeferson Andrade, que são do PSD de Kassab, fizeram as honras ao líder nacional. Os recepcionaram no aeroporto, acompanharam a reunião com o governador e participaram do almoço. Só faltou o deputado estadual Gustinho Ribeiro, que está viajando.

Registro 1
A indicação de Kassab para o Ministério das Cidades gerou desgaste em setores do PMDB nacional, que interpretaram no gesto um movimento para enfraquecer o partido no Congresso. O ex-prefeito de São Paulo é apontado como um dos principais incentivadores da recriação do PL.

Registro 2
À imprensa nacional Kassab desconversou sobre as articulações com relação à base aliada no Congresso e disse que esse tema agora é tratado pelos líderes do PSD no Legislativo. "Não articulo nada. Eu sou ministro das Cidades. O PSD está no governo, portanto, estamos aqui para ajudá-la porque disputamos as eleições juntos e vamos governar juntos sob seu comando", disse.

Na Assembleia
O governador Jackson Barreto (PMDB) encaminhou ofício ontem ao presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo (PMDB), comunicando que não vai poder comparecer a abertura dos trabalhos legislativos na quinta-feira após o carnaval, 19, e informando que gostaria de ir a Casa para levar a mensagem do governo no dia 23. À coluna Luciano disse que já está confirmada a ida do governador ao Poder Legislativo na segunda-feira após o carnaval.

Subvenções 1
Com relação à suspensão das verbas de subvenções, Luciano disse que já esperava a decisão do pleno do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe de manter a decisão da medida cautelar concedida pelo desembargador relator Cezário Siqueira Neto na Ação Direta de Inconstitucionalidade ajuizada pelo Ministério Público Estadual, de suspensão da eficácia da Lei Estadual nº 5.210/2003, que trata das subvenções sociais.

Subvenções 2
Segundo o presidente da Assembleia, após o início dos trabalhos legislativos deste ano ele vai conversar com os deputados para tomar uma posição com relação às subvenções e depois com o Judiciário. "Já se caminha para as subvenções se tornarem emendas impositivas", avalia.

Subvenções 3
Ressalta que continua defendendo que os recursos das subvenções sejam mantidos para não prejudicar entidades sérias que sobrevivem com esses recursos, como Apae, creches e asilo. "Defendo ainda que as fiscalizações sobre a aplicação do dinheiro continuem e o que estiver errado vá se corrigindo".

Mês que vem
O ex-prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB) somente deve assumir em março a presidência da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Sergipe. É que a indicação do seu nome e dos demais membros da agência aprovados pelo Conselho deve ser referendada pela Assembleia Legislativa.

Falta um
Segundo Edvaldo, até o momento já está definido, além do seu nome para a agência, o do ex-diretor presidente da Deso, Sérgio Ferrari, como diretor técnico. Enfatiza que falta apenas a definição do nome do diretor administrativo e financeiro, que o governador ainda não indicou.

Nada contra
Edvaldo reafirma que não vetou nenhum nome do Partido dos Trabalhadores para o cargo, como chegou a ser especulado pela imprensa. "Sou aliado do PT há 12 anos. Qualquer nome do PT não teria problema algum. Fui vice do PT com Marcelo Déda e tive o PT como vice com Silvio Santos", frisou.
Permanece
O prefeito de Nossa Senhora das Dores, Fernando Lima, conseguiu ontem que o desembargador federal Marcelo Navarro acatasse mandado de segurança a favor da sua permanência como prefeito do município. Com isso, evitou que a Câmara Municipal de Vereadores o destituísse do cargo por crimes de responsabilidade e desse posse ao vice-prefeito, mediante decisão judicial.

Em vão
O presidente da Câmara, José Hélio de Jesus, tinha convocado os vereadores para sessão extraordinária ontem à noite com essa finalidade. Essa briga judicial vai longe.

Posse
O vice-governador Belivaldo Chagas e o presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo, prestigiaram ontem a posse do ex-deputado federal Almeida Lima na presidência da Adema. Entre os presentes o deputado estadual Garibalde Mendonça, o secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Olivier Chagas, o prefeito de Boquim Jean Nascimento, o ex-prefeito Edvaldo Nogueira, o superintendente da Codevasf, Said Schoucair, e o ex-vereador Marcélio Bomfim.

Querido
Wanderlê Correia foi muito aplaudido ontem pelos servidores da Adema após discurso de transmissão do cargo. O ex-presidente do órgão assumiu ontem mesmo, à tarde, a diretoria comercial financeira da Deso. Com isso, deixa de administrar um orçamento em torno de R$ 8 milhões para administrar recursos na ordem de R$ 50 milhões.

Veja essa...
Do vice-governador Belivaldo Chagas, em tom de brincadeira, durante discurso na posse de Almeida Lima na presidência da Adema: "Almeida já chegou na Adema antenado com as questões de ordem climática: não veio de terno e gravata para a posse, como eu previa. Achei ótimo, pois fui no carro e tirei meu blazer. Nunca gostei de terno e gravata, mesmo quando era deputado. Até hoje não sei dar um nó na gravata".

Curtas
O PMDB elegeu o deputado federal Leonardo Picciani (MG) seu novo líder na Câmara dos Deputados, em substituição a Eduardo Cunha (RJ). O deputado Fábio Reis (SE) foi eleito um dos vice-líderes do partido, o que dará visibilidade ao parlamentar nesse segundo mandato e facilidade na articulação de temas de interesse do governo de Sergipe no Congresso e junto ao governo federal.

Ao fazer o primeiro discurso na tribuna da Câmara Federal, Adelson Barreto (PTB) agradeceu os votos que recebeu em Sergipe sendo o mais votado, defendeu o pacto federativo e registrou a imortalidade do ex-governador e ex-deputado federal Albano Franco.
O governador Jackson Barreto não passará o carnaval em Sergipe. Nos últimos anos será a primeira vez que não estará visitando os quatro cantos do Estado nos dias de folia. Já viaja hoje à tarde e só estará de volta na próxima sexta-feira.

Jackson decretou ontem ponto facultativo em todas as repartições e órgãos estaduais da administração direta e indireta nos dias 16 e 18 de fevereiro. Com isso, as atividades voltarão ao normal na quinta-feira, 19.

Para quem é supersticioso, hoje é sexta-feira 13. Neste ano haverá mais três sextas-feiras 13.