JB e o Legislativo

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/02/2015 às 00:22:00

Desde quando assumiu interinamente o governo do Estado, ainda em 2013, com o afastamento do então governador Marcelo Déda, que Jackson Barreto (PMDB) tem demonstrado um estilo diferente de governar que o seu antecesso. Sem ser nada republicano, mais o estilo arrojado, determinado e do tipo amigo é amigo, inimigo é inimigo, JB vem conseguindo aprovar todos os seus projetos, sejam administrativos ou políticos.

Quando o governo não tinha maioria na Assembleia, Jackson conseguiu uma maioria para aprovar o Proredes. Depois, no final do ano passado, JB aprovou projeto que estabelecia antecipação dos royalties para pagar salário dos servidores, além dos polêmicos projetos de reforma administrativa e previdenciária. Uma boa parte desses projetos de grande antipatia do funcionalismo, como o fim das incorporações salariais e do terço do salário.
Após as eleições de 05 de outubro, Jackson, já como governador eleito, decidiu que o deputado estadual eleito Luciano Bispo (PMDB) seria seu candidato a presidente da Assembleia. Nunca admitiu isso em público, mas trabalhou nos bastidores para eleger o seu candidato, como faz todo governador de plantão.
Não foi uma tarefa fácil conseguir o consenso em torno de Luciano, uma vez que tinha outros quatro candidatos da base aliada. Sendo dois nomes do seu PMDB como candidato a presidente - Garibalde Mendonça e Zezinho Guimarães - e mais dois outros candidatos do aliado PSD -  Gustinho Ribeiro e Jeferson Andrade.
Jackson conseguiu logo um entendimento do Zezinho Guimarães e Jeferson Andrade. Com Zezinho, JB se comprometeu a apoiar sua chapa para a direção do Sebrae. Já com Jeferson, o governador fechou a indicação da nova direção do Detran.

Com isso, permaneceram no páreo: Gustinho, que disse que não queria cargos no governo, apenas o apoio para presidente da Assembleia, e Garibalde, que esperava ser o candidato de consenso. Isso porque a disputa estava polarizada entre Gustinho e Luciano.
Faltando somente cerca de 15 dias para eleição da Mesa Diretora da Assembleia, e muitos ataques de setores da imprensa contra a candidatura de Luciano, em razão de processos que responde quando prefeito de Itabaiana, Jackson conseguiu o apoio de Garibalde , tornando-o candidato a vice-presidente. Ao final, tinha apenas Gustinho contra Luciano. Não faltou quem especulasse que ele montaria uma chapa e iria para o confronto. Até porque ele dizia que tinha a maioria dos deputados.

Com o apoio dos quatro deputados do PMDB a Luciano e dos dois do partido do próprio Gustinho, além da presença do ex-líder da oposição na chapa, Venâncio Fonseca (PP), foi fácil consolidar a vitória do candidato governista.  É que ficou inviável para Gustinho compor uma chapa com a oposição, que só contava com sete votos (Capitão Samuel (PSL), Maria Mendonça (PP), Gilson Andrade (PTC), Dr. Vanderbal (PTC), Pastor Antonio (PSC), Valmir Monteiro (PSC) e Georgeo Passos (PTC).
Ao final, no último domingo Luciano foi eleito, sem qualquer surpresa e sem nenhum incidente, presidente da Assembleia com um placar de 23 x 1. Só a sua adversária política em Itabaiana, Maria Mendonça, votou contra.
Com a vitória tranquila e consensuada de Luciano e com esse placar, Jackson Barreto se consolida como uma grande liderança política e mantém o seu estilo Che Guevara: "Há que endurecer-se, mas sem jamais perder a ternura."
Sem falar que não correrá o risco de virar refém do Poder Legislativo, como Marcelo Déda ...

Cumprimento
O governador Jackson Barreto (PMDB) ligou ontem para essa jornalista para parabenizar pelos 10 anos do Jornal do Dia e registrar a importância do jornal para Sergipe, por ser um espaço democrático. Também destacou o compromisso e a seriedade da coluna para com o leitor sergipano.
Satisfação 1
Na oportunidade, Jackson disse que estava feliz com o resultado da eleição da Assembleia Legislativa. "Foi uma eleição calma, tranquila. Quero agradecer aos deputados da bancada pela lealdade e o voto de confiança dos deputados de oposição. Fiquei extremamente satisfeito com todos da base aliada e da oposição", afirmou JB.

Satisfação 2
Para ele, a eleição da Assembleia foi um "fato histórico e de novidade para a política de Sergipe" pelo percentual de apoio e por ter sido realizada sem intriga. "Fiquei feliz pela eleição ter sido de paz, fraterna e não ter sido instrumento de mal estar", frisou.
Festa
Jackson compareceu a festa pela conquista da presidência da Assembleia Legislativa por Luciano Bispo, no domingo à noite, na CDL de Itabaiana, com a presença maciça de lojistas, políticos aliados e deputados estaduais, a exemplo de Goretti Reis (DEM) e Augusto Bezerra (DEM). Não houve discursos.  

Justificativa
A única a não votar em Luciano Bispo, a deputada estadual Maria Mendonça (PP) disse à imprensa que não fez isso por questões política partidária, mas por questão administrativa. "Não votei nele para o comando maior da Assembleia por conta da sua história administrativa", declarou.   

Pesquisas
Já começaram as pesquisas de intenções de votos para prefeito de Aracaju em 2016. Desde a sexta-feira passada está nas mãos do governador uma pesquisa que mostra todos os aliados à frente do prefeito João Alves Filho (DEM). João perde para Eliane Aquino, Edvaldo Nogueira e Valadares Filho e empata com Robson Viana. Será que é por isso que o prefeito está programando mutirões para maio, nos bairros da capital?

Sucessão municipal
O governador Jackson Barreto não quis comentar sobre as eleições 2016 e qual dos aliados pretende apoiar. "Quero construir uma imagem positiva, cuidar da administração, conseguir recursos, pagar a folha dos servidores e cumprir com compromissos assumidos na campanha de melhorar a saúde, educação e segurança pública", revelou à coluna JB, enfatizando que no ano do pleito vai apoiar um candidato, mas não coordenará a campanha.
Posse
Hoje o governador empossará o ex-deputado federal Mendonça Prado (ainda DEM) como o novo secretário da Segurança Pública. O ato será às 10h, no Centro de Convenções de Aracaju. Já amanhã, acontecerá a posse de Marta Leão, na Secretaria de Inclusão Social.   

Decisão
O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Cezário Siqueira, concedeu liminar a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) do Ministério Público Estadual pedindo a suspensão da lei ordinária estadual nº 5.210, de 12 de dezembro de 2003, que criou as subvenções. Ou seja, o desembargador impediu que a Assembleia Legislativa repasse diretamente verbas públicas para entidades privadas, ainda que sem fins lucrativos, na forma de subvenção.

Bom senso
Deixou a relatoria dos 23 processos de subvenções dos deputados estaduais o juiz José Alcides Vasconcelos. Os processos foram redistribuídos para o juiz federal Fernando Escrivani. A mudança foi acertada, pois José Alcides vem a ser esposo da futura secretária da Inclusão Social, Marta Leão, que foi indicada pelos quatro deputados estaduais do PMDB.

Posição
O novo presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo (PMDB), disse que quer discutir essa questão das subvenções com o Judiciário. Entende que as verbas de subvenções também tem seu lado bom, que é ajudar a entidades que realmente prestam serviços à comunidade como a Apae e Hospital Cirurgia. Lamenta que infelizmente a sociedade esteja vendo somente um lado ruim das subvenções.

Gualberto
Do líder do governo na Assembleia, Francisco Gualberto (PT), ao dar as boas vindas aos colegas parlamentares durante a solenidade de posse dos deputados estaduais eleitos em outubro do ano passado e falar sobre a oposição, que terá como líder o Capitão Samuel (PSL): "Espero que não confundam oposição ao governo com oposição aos interesses do povo sergipano", lembrou, garantindo que o respeito será o norte da convivência.

Albano
O ex-governador Albano Franco foi recebido em audiência, no final da tarde desta segunda-feira, pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Luciano Bispo. No encontro, foram debatidos temas relacionados à conjuntura política e o novo chefe do legislativo estadual destacou que a independência e a harmonia entre os poderes será a principal marca de sua gestão. Albano renovou o convite para a posse na Academia Sergipana de Letras, que acontecerá às 20 horas, desta quinta-feira (05), no Auditório Atalaia, do Centro de Convenções de Sergipe (CIC). Luciano confirmou a presença.

Veja essa...
O Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe não mandou nenhum representante para a posse da ex-presidente da Assembleia Legislativa,  Angélica Guimarães, como conselheira do Tribunal de Contas do Estado, e nenhum representante para a posse dos 24 deputados estaduais. Qualquer semelhança com as verbas de subvenções pode ser mera coincidência.

Curtas
O senador Eduardo Amorim (PSC) está ocupando o gabinete número 01 da Ala Alexandre Costa, onde estão concentradas as principais comissões, a exemplo da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR). Para Amorim, a reforma política, redução das desigualdades regionais e uma pauta voltada para o social fazem parte das prioridades do seu mandato.
 
Para o líder do PSC na Câmara dos Deputados, o deputado reeleito André Moura, disse que a eleição de Eduardo Cunha (PMDB/RJ) para  a Câmara foi dado um passo importante para a democracia avançar ainda mais no Brasil e ampliar o respeito e a isonomia entre os Poderes.

O ex-secretário Saumíneo Nascimento (Desenvolvimento Urbano, Ciências e Tecnologia) assumiu ontem a superintendência Estadual do Banco do Nordeste em Sergipe. Ele é funcionário do BNB há 30 anos.

A ex-deputada estadual Conceição Vieira (PT) assumiu ontem a chefia do escritório de Sergipe em Brasília.

O jornalista Luciano Correia assumirá o comando da TV Alese. O radialista Marcos Aurélio responderá pela Diretoria de Imprensa e Roberto Bispo, irmão do novo presidente Luciano Bispo, deixou a Codise, será o diretor-geral da Assembleia.

Para a Codise deverá ir alguém indicado pelo deputado federal Fábio Reis (PMDB).