Diagnóstico da disputa

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 30/08/2014 às 00:00:00

Após conversar com algumas lideranças políticas do Estado sobre o quadro sucessório faltando 36 dias para as eleições, o entendimento é que o pleito será bem disputado para o governo. Quanto à chapa proporcional, a análise é que a coligação de Jackson Barreto (PMDB) deve eleger cinco deputados federais e 11 ou 12 deputados estaduais e que a de Eduardo Amorim (PSC) apenas três deputados federais e 12 ou 13 deputados estaduais.

A justificativa para a coligação de Jackson eleger o maior número de deputados federais está relacionada ao fato de Dilma Rousseff (PT) e Marina (PPS), que são os presidenciáveis da sua coligação, estarem em 1º e 2º lugar respectivamente nas pesquisas. E Aécio Neves (PSDB), que se encontra em queda livre, estar na coligação de Amorim junto com o pastor Everaldo (PSC), que não passa dos 3%. Isso porque se conta o voto de legenda, o 13 e o 40 para JB e o 45 e 50 para EA.

Um outro fator para a coligação de Jackson Barreto eleger cinco dos oito deputados federais de Sergipe está relacionado ao fato de ter 10 nomes competitivos: os deputados federais Valadares Filho (PSB), Márcio Macedo (PT) e Fábio Reis (PMDB); o deputado estadual João Daniel (PT); os vereadores Iran Barbosa (PT), Jony Marcos (PRB) e Emerson (PT); o ex-prefeito Edvaldo Nogueira (PCdoB); o ex-deputado federal Bosco Costa (Pros); e o ex-vereador Fábio Mitidieri (PSD).

O entendimento é que seis dos dez nomes estarão disputando mais diretamente as cinco vagas: Valadares Filho, Márcio Macedo, Fábio Reis, Fábio Mitidieri, João Daniel e pastor Jony Marcos.
Já pela coligação de Eduardo Amorim existem seis nomes competitivos para a Câmara dos Deputados: os deputados federais André Moura (PSC), Mendonça Prado (DEM) e Laércio Oliveira (SDD); o empresário Adierson Monteiro (PSDB); e a vereadora Daniela Fortes (PR). A análise é que Adelson será o campeão de votos e André Moura ficará com a segunda vaga. Já Mendonça - que está sendo prejudicado por ter ficado de fora do programa eleitoral gratuito por se recusar a pedir votos para Eduardo Amorim - e Laércio disputarão a terceira vaga.

Com relação aos deputados estaduais, o entendimento é que o chapão da coligação de Barreto deve eleger nove deputados estaduais e a chapinha dois deputados e que a coligação de Amorim elegerá 12. A 24ª vaga tanto pode ir para o bloco de Eduardo quanto de Jackson.
Trocando em miúdos, o cenário político da eleição para o governo e Assembleia Legislativa é de equilíbrio entre a oposição e a situação. Já para a Câmara dos Deputados a vantagem é grande para o bloco de Jackson, até porque sendo eleitos Adelson Barreto e Mendonça Prado, Mendonça está com Jackson nesta eleição e Adelson sempre teve perfil independente. Amorim ficaria com apenas um deputado do seu projeto.
Já para o Senado, o entendimento é que Maria do Carmo Alves (DEM), da coligação de Eduardo Amorim, está muito bem nas pesquisas de intenções de votos. Mas Rogério Carvalho (PT), da coligação de Jackson Barreto, vem crescendo. Não foi descartado que Rogério pode surpreender ...

Fogo inimigo
Na entrevista que concedeu ontem a Juventude FM de Lagarto, o candidato a governador Jackson Barreto (PMDB) não perdeu a oportunidade de alfinetar o seu principal adversário Eduardo Amorim (PSC). Ao falar da saúde, disse: "A saúde está ruim sim, mas já esteve na UTI na gestão de um certo ex-secretário. Mas nós conseguimos melhorar. Nós já investimos mais de R$ 300 milhões na saúde. Pegamos oito hospitais fechados, mas reabrimos, reformamos e construímos dois novos. Imagine a saúde sem o hospital de Propriá, de Lagarto, de Estância, sem a UPA, sem as clínicas, sem os CEOs?", questionou.
 
Fogo inimigo
Prosseguiu Jackson com as alfinetadas: "Quem inaugurou a UTI do hospital da cidade do meu adversário fui eu. E ele, o que fez pela saúde de Itabaiana quando secretário? Nós não fizemos tudo, mas não somos dominados por meu irmão. Nós temos visão e coragem. Não podemos ter o mesmo comportamento político de décadas atrás. A sociedade evoluiu. A política também precisa evoluir", frisou.
 
Apoio
O candidato Eduardo Amorim recebeu ontem o apoio dos médicos peritos do Estado, durante almoço com esses profissionais. Ao agradecer o apoio, disse que sempre esteve ao lado da categoria no que diz respeito a progressão funcional e a questão das 30 horas.
 
Ponto de vista
De Valadares Filho (PSB), que disputa a reeleição de deputado federal, sobre a campanha eleitoral: "Do jeito que está os candidatos mais conhecidos estão na vantagem, em virtude da campanha está curta e morna".
 
Marina 1
O senador Antonio Carlos Valadares (PSB) participou ontem, em São Paulo, do lançamento do programa de governo da campanha de Marina Silva (PSB). Na oportunidade, ele entregou à coordenadora-geral da campanha, Luiza Erundina, a proposta de agenda de Marina em Sergipe.
 
Marina 2
Pela proposta, Marina chegaria a Sergipe pela manhã e ainda no aeroporto concederia uma entrevista coletiva à imprensa. Depois participaria de uma plenária suprapartidária em um local amplo, que pode ser o Iate Clube, e de uma carreata pelos bairros da zona norte da capital sergipana.
 
Ainda no exercício
O prefeito João Alves Filho (DEM) ainda não se licenciou da prefeitura para trabalhar na campanha de Eduardo Amorim e da mulher, a senadora Maria do Carmo Alves. A Câmara de Vereadores já aprovou a licença por 45 dias, sem remuneração.
 
Na espera
O vice-prefeito José Carlos Machado (DEM) disse que está preparado para o exercício do cargo e, consequentemente, fazer não uma gestão sua, mas do governo João Alves.
 
O foco 1
Como João Alves, Machado declarou à coluna que está muito focado em tentar resolver os graves problemas da saúde na capital. Disse que vem visitando os postos municipais ao lado do secretário municipal Luciano Paz e buscando parcerias.
 
O foco 2
Revela que já teve contato com a direção da Unit discutindo a possibilidade da estrutura da instituição de ensino superior na Coroa do Meio possa atender pacientes do SUS. Ressaltou que a ideia é buscar também um entendimento com o Hospital Universitário e com o Hospital São José. "Não podemos ficar dependendo somente da parceria com o Hospital Cirurgia. Temos que ampliar. Não é possível uma cirurgia ortopédica levar meses para acontecer", revela.
 
Agenda EA
Na agenda de hoje de Eduardo Amorim consta visita a feira em Riachão do Dantas, às 8h; gravação, às 14h; reunião com lideranças no Santa Maria, em Aracaju, às 16h; e caminhada, às 17h, no Santa Maria.
 
Agenda JB
Já na agenda de Jackson Barreto tema carreata hoje pelo baixo São Francisco, saindo de Japoatã, passando por Pacatuba, Brejo Grande, Ilha das Flores, Santana do São Francisco e encerrando em Neópolis. No domingo a carreata será pelos municípios de Pedrinhas, Arauá, Umbaúba, Cristinápolis, Tomar do Geru e Itabaianinha.
 
Críticas à censura 1
Na tarde de ontem o governador Jackson Barreto recebeu o presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Celso Schroder, e a direção do Sindicato dos Jornalistas de Sergipe (Sindijor). Discutiram a liberdade de expressão em Sergipe, onde vários processos foram movidos contra jornalistas e veículos de comunicação nesse período eleitoral, inclusive contra o Jornal do Dia.
 
Críticas à censura 2
Celso Schroder disse que isso não está acontecendo apenas em Sergipe mas neste período eleitoral o estado vem chamando a atenção pela quantidade de ações que estão sendo impostas sobre os jornalistas e veículos. "Vamos denunciar aqui no Brasil e até em fóruns internacionais porque não podemos permitir esse clima de repressão que acaba tolhendo o trabalho dos jornalistas", afirmou o presidente da Fenaj, que pela manhã debateu a liberdade de expressão na UFS.

Veja essa...
Do senador Aloysio Nunes (PSDB), vice de Aécio Neves, contra a candidata Marina Silva (PSB), que já passou o candidato presidenciável tucano nas pesquisas: "Aécio é oposição; Dilma, situação; e Marina, enrolação".

Curtas
O candidato à reeleição de deputado federal Márcio Macedo vem fazendo a sua campanha realizando caminhadas, carreatas e panfletagem nos semáforos e porta de instituições de ensino superior e técnico. "A aceitação da população está sendo muito boa. Estou otimista", comemora.
 
A caminhada organizada ontem à tarde pelo candidato a Senador, Rogério Carvalho, no centro da cidade, atraiu uma multidão. O clima entre os candidatos majoritários Jackson e Rogério era de muita euforia.
 
Da candidata ao governo Sônia Meire (PSOL) sobre financiamento privado de campanha: "É ai que começa a corrupção".
 
Do candidato a deputado estadual Almeida Lima (PMDB), no programa eleitoral: "Como se não quisesse privatizar o Banese, agora querem privatizar a Deso. Já teve até negociação feita fora do país".
 
Depois do prefeito João Alves vender as contas da Prefeitura de Aracaju para a Caixa Econômica Federal por R$ 30 milhões, agora é o prefeito de Itabaiana, Walmir de Francisquinha (PSC), quem deseja retirar as contas do seu município do Banese para vender a outro banco oficial. Já tem edital pronto.