As convenções

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 17/06/2014 às 00:42:00

O último final de semana foi marcado pelas convenções nacional de alguns partidos. No sábado, o PSDB confirmou a candidatura do senador Aécio Neves (MG) à Presidência, mas ainda não definiu o nome do vice na chapa.

No mesmo dia, o PSC também definiu o nome do pastor Everaldo Pereira, que é vice-presidente nacional do partido, para ser o candidato ao Planalto O nome do vice só será confirmado no dia 30 de junho.
Ainda no sábado, o PV escolheu para concorrer à presidência da República o médico sanitarista Eduardo Jorge, de 64 anos, junto com Célia Sacramento - vice-prefeita de Salvador (BA).

Na convenção nacional do PSTU, também no último dia 14, o partido definiu a candidatura de José Maria de Almeida, o Zé Maria, à Presidência da República. A legenda escolheu ainda a professora e assistente social Cláudia Durans para a candidatura de vice-presidente.

Já no domingo o PRTB confirmou em sua convenção nacional que Levy Fidelix, 62 anos, será o candidato da legenda ao comando do Planalto nas eleições de outubro.  Fidelix concorreu ao cargo na eleição de 2010.
Delegados de Sergipe participaram das convenções do PSDB, PSC, PSTU, PV e PRTB no último final de semana, votando favoráveis aos candidatos à presidente definidos na convenção dos seus partidos.
Até agora, PMDB e PDT já definiram que apoiarão a reeleição da presidenta Dilma Rousseff. Os peemedebistas confirmaram, inclusive, o vice-presidente Michel Temer na chapa do atual governo.

A próxima convenção partidária nacional está marcada para o dia 21, quando o PT oficializará a candidatura de Dilma à reeleição, em Brasília. No dia seguinte, é a vez do PSOL definir seus candidatos. Com a desistência do senador Randolfe Rodrigues (AP), o partido deve lançar o nome de Luciana Genro (RS) para a Presidência da República. O PSOL ainda não tem candidato a vice. Os encontros ocorrem em Brasília.

O PP, partido que integra a base aliada no Congresso, deve trilhar o mesmo caminho do PMDB. A convenção no dia 25 deve confirmar o apoio da legenda à reeleição de Dilma e Temer, mas, em alguns estados, o posicionamento deve ser o de liberar a legenda para outras alianças. Em Sergipe mesmo, o PP, presidido pelo líder da oposição na Assembleia, Venâncio Fonseca, não apoiará Dilma. Deve apoiar o pastor Everaldo, pelo fato de no Estado apoiar a candidatura do senador Eduardo Amorim (PSC) para o Governo.
No dia 27, o PCdoB também vai oficializar o apoio ao atual governo e espera a presença da presidenta Dilma Rousseff na convenção que ocorrerá na capital federal.

Pelo PSB, disputam o ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, e a ex-senadora Marina Silva, da Rede Sustentabilidade. Os nomes devem ser confirmados pelo PPS no dia 28, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), em Brasília. O encontro será conjunto com PPS, Rede Sustentabilidade, PPL e PHS, que também apoiam a chapa Campos e Marina.
Em Sergipe, a maioria dos partidos só vai realizar sua convenção estadual no dia 30 de junho, até porque ainda não tem nada definido. Todo mundo está conversando com todo mundo e, certo mesmo, só as candidaturas a governador de Jackson Barreto (PMDB) e Eduardo Amorim (PSC).

Ponto de vista 1
Para o presidente estadual do PSC, o deputado federal André Moura, o fato do seu partido ter definido o pastor Everaldo como candidato a presidente da República não inviabilizará qualquer aliança em Sergipe. Avalia que o PSC ter um presidenciável não impedirá uma aliança, por exemplo, com o PSDB do vice-prefeito José Carlos Machado e o PSB do senador Valadares, que têm candidatos a presidente.
Ponto de vista 1
Na concepção de André, todos esses partidos poderão estar juntos no palanque do senador Eduardo Amorim (PSC), candidato a governador. E quem tem candidato próprio a presidente da República monta o seu palanque separado em Sergipe.

Expectativa
André disse que está confiante que o DEM, o PSB e PSDB estarão apoiando a candidatura do senador Eduardo Amorim (PSC) a governador, com o DEM indicando o candidato a senador e o PSB o candidato a vice-governador.   

Novas conversas
O governador Jackson Barreto conversou ontem à noite com o presidente do PDT, o prefeito Fábio Henrique (Socorro). Os Valadares voltaram a conversar de manhã, na sede do PSB, com o presidente do PPS, Marcos Andrade, e o secretário-geral com Nilson Lima.

Novo
O grupo dos oito partidos que deseja formar uma chapa proporcional para deputado federal e deputado estadual nas eleições deste ano volta a se reunir hoje, durante café da manhã em um restaurante do mercado. Segundo Nilson Lima, secretário-geral do PPS, na reunião serão afuniladas as conversas sobre coligação proporcional entre PPS/PCdoB/PMN/PRB/PROS/PRTB/PV/PSDB, uma vez que o prazo encerra dia 30 de junho.

Importância
Segundo Nilson, com a indefinição das chapas majoritárias e o fato de ter os candidatos a deputado federal e estadual disputando a reeleição é importante a formação desse bloco. "Esses partidos já vão para a competição em uma disputa desigual, pois um deputado estadual vai para a reeleição com a estrutura de verba de gabinete anual de R$ 1,4 milhão, dezenas de cargos em comissão, carro e gasolina. Já um deputado federal concorre à reeleição tendo anualmente R$ 12 milhões em emendas individuais do Orçamento da União, além de toda a estrutura oferecida pela Câmara dos Deputados", avalia.

Expectativa
Revela Nilson que os oito partidos enxergam que para fugir dessa "disputa desigual" com ocupantes de cadeiras na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal disputando a reeleição o caminho é a formação de uma chapa com partidos sem deputados no exercício do mandato. Informa que a expectativa do bloco é eleger dois deputados federais e de três a quatro deputados estaduais.

Tendência
Reafirma Nilson que nesse bloco dos oito tem quem deseja apoiar a candidatura a governador de Jackson Barreto (PMDB), de Eduardo Amorim (PSC) e de Valadares (PSB), como é o caso do seu PPS. Mas o que pode prevalecer é cada um ficar livre para votar em quem quiser para o governo.

Mais um
Ainda segundo o secretário-geral do PPS quem ligou demonstrando interesse em participar desse grupo foi o presidente do PRP, o ex-prefeito Armando Batalha. Revela que ele, inclusive, participará hoje do café da manhã com as lideranças dos oito partidos.

Reajuste
O governador Jackson Barreto disse ontem que está "seguro" que esta semana anunciará o reajuste linear dos servidores públicos do Estado. Existe a expectativa com relação a implantação do Plano de Cargos, Carreira e Salário dos barnabés do Estado, que sempre foi o segmento mais prejudicado por sempre ter em seu salário base um percentual até inferior ao salário mínimo, independente de entrar hoje no Estado ou já estiver se aposentando.

Nova especulação
Com as férias do secretário João Eloy (Segurança Pública) voltou a se especular ontem a sua saída do comando da pasta por conta do incidente envolvendo o seu enteado Ítalo Bruno, que no mês passado foi preso pela acusação de tentativa de assalto, uso de armas pesada da polícia e documento de que era da polícia.

Desmentindo
O governador Jackson Barreto garantiu ontem que as férias de João Eloy são apenas férias já programadas anteriormente por ele e que o mesmo continuará no comando da SSP. Revelou que o inquérito já foi concluído e encaminhado para a Justiça. Segundo JB, quem cometeu seus crimes que pague por eles.

Conclusão
Pelo inquérito policial, o enteado do secretário da SSP foi indiciado por porte ilegal de arma e usurpação de cargo público. Ficou de fora a acusação do taxista de tentativa de assalto.

Satisfação
O prefeito Roberto Araújo (PT/ Poço Redondo) comemora a prisão, pela polícia, de uma quadrilha acusada de explosão de caixas eletrônicos. Só o seu município sofreu três explosões a banco. Resta saber se é a mesma quadrilha.

Cobrança
Indignado com a ousadia dos bandidos, o prefeito Roberto Araújo chegou a criticar recentemente a segurança pública e cobrar uma ação para acabar com esse tipo de ação dos criminosos, que virou corriqueira e assusta a população com as explosões que podem vir a fazer alguma vítima.

Veja essa...
O povo de São Cristovão não poupou vaias ontem ao ex-prefeito Armando Batalha, durante seu discurso após assinar, como testemunha, ordem de serviço para reforma do Parque da Bica do município. A vaia aumentava quando ele tentava rebatê-la. Precisou o governador Jackson Barreto dizer para ele fazer apenas o seu discurso sem rebater os manifestantes.

Curtas
Subvenções do deputado estadual Adelson Barreto (PTB) garantiram investimentos na área da saúde para o hospital São José, que recebeu mais uma ambulância doada pelo parlamentar.

O deputado também contribuiu com o Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC), com a doação de um caminhão, cinco motos e equipamentos de informática.

Adelson Barreto deverá ter, esta semana, um encontro com o presidente nacional do seu partido, o PTB, sobre as eleições deste ano. Tratará da possibilidade de ser candidato a deputado federal ou senador e sobre coligações, uma vez que nacionalmente o PTB apoiará a reeleição de Dilma Rousseff.

Hoje tem jogo da Seleção Brasileira, em Fortaleza, contra o México. Vamos que vamos Brasil.

Com o jogo Brasil x México, os servidores públicos do Estado e do município trabalharão somente até o meio-dia, conforme decretos do governador Jackson Barreto e do prefeito João Alves.