O DEM e os Amorim

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 15/04/2014 às 00:10:00

Há muito tempo vem se especulando que a senadora Maria do Carmo Alves (DEM), mesmo liderando todas as pesquisas para o Senado, não demonstra muito interesse em disputar a reeleição. Isso porque deseja permanecer em Aracaju e ser secretária municipal de Ação Social, na gestão do marido, o prefeito João Alves Filho (DEM).
Essa vontade da senadora aumentou com a decisão de João Alves em não renunciar ao mandato de prefeito no último dia 4 de abril para disputar o Governo do Estado. O que fará com que dispute a reeleição em 2016, com chances de vitória nas urnas.

A falta de um interesse maior de Maria do Carmo pelo Senado e a rejeição pública do genro, o deputado federal Mendonça Prado (DEM), e da filha Ana Maria Alves, a uma aliança de João Alves com o senador Eduardo Amorim (PSC), pré-candidato a governador, teria feito os Amorim pensar em uma forma de atrair o DEM para o bloco político e contemplar aqueles que mais são contrários ao entendimento.  
Isso porque um aliado dos irmãos Amorim afirmou, em uma roda política, que a proposta do grupo é oferecer o Senado a Maria do Carmo, colocando como primeira suplente a filha Ana Maria. Como a senadora deseja ficar em Aracaju, ela se licenciaria para assumir a Ação Social e a filha assumiria o mandato, permanecendo o DEM com um senador e um deputado federal, que é Mendonça Prado.

Na edição do último sábado, 12, a coluna registrou essa declaração do aliado dos Amorim, que seria um cala boca para Ana Alves e Mendonça Prado por fazerem ataques ao senador Amorim e ao seu irmão Edvan Amorim, que, de uma forma ou outra, acaba desgastando um pouco a pré-candidatura de Eduardo Amorim e até inviabilizando uma aliança do PSC com o DEM
O aliado dos Amorim chegou a dizer que a chapa dos sonhos do bloco é Eduardo Amorim - PSC (governador), José Carlos Machado - PSDB (vice-governador) e Maria do Carmo Alves - DEM (senadora), tendo como primeira suplente a filha Ana Maria Alves. O palanque oficial para o Planalto seria o do tucano Aécio Neves.

Ontem, no programa de George Magalhães, na Mix FM, Mendonça Prado falou sobre essa concepção do bloco dos irmãos Amorim publicada pela coluna. Disse que faz política com "convicção e não como instrumento de negociação, um mercado".
Revelou que faz a política do bem estar do povo sergipano, de melhoria na saúde, educação, segurança pública e infraestrutura. "Não sou oportunista, não estou em busca de mais espaço, mas de um Estado melhor", garantiu.
Declarou ainda Mendonça que ele vai continuar lutando por uma aliança com o PMDB do governador Jackson Barreto. "Quero impedir que esse outro grupo (dos Amorim) chegue ao poder. Não vou contribuir para a ascensão de um grupo que sei que não é bom para Sergipe e que quer transformar a política em balcão de negócio", frisou.  

Esclarecimento 1
A assessoria de comunicação do senador Eduardo Amorim (PSC) informa que o grupo ficou surpreso com a notícia de que a chapa dos sonhos do bloco seria uma composição com Eduardo Amorim candidato a governador, José Carlos Machado como vice, Maria do Carmo senadora e Ana Alves Mendonça como suplente de senadora. Garante que em nenhum momento foi discutida a composição da chapa da forma que foi dita na nota.

Esclarecimento 2
Segundo a assessoria, a única decisão do agrupamento, até agora, é a de que Eduardo Amorim é pré-candidato a governador de Sergipe e que vem mantendo constantes diálogos com diversos grupos. Cita que nos últimos dias o senador teve encontros com o vice-prefeito de Aracaju, José Carlos Machado (PSDB), Nilson Lima (PPS), e o senador Antônio Carlos Valadares e o deputado federal Valadares Filho, ambos do PSB.

Esclarecimento 3
Revela ainda que as discussões em torno de aliança estão sendo feitas de maneira geral, ou seja, sem uma discussão de quem seria o candidato a vice, nem o candidato ao Senado, muito menos o cargo de suplente de senador. Finaliza dizendo que toda essa conversa irá acontecer no seu devido tempo e sem nenhuma aflição. Como a coluna já informou, foi um aliado dos Amorim quem prestou essas informações em uma roda política.

 Com Jackson
O deputado federal Mendonça Prado (DEM) acompanhou ontem de manhã o governador Jackson Barreto (PMDB) na ida a Lagarto, para levar investimentos de quase R$ 110 milhões para o município. Mendonça reafirma que vai trabalhar para que o seu partido o indique para ser o vice de Jackson nas eleições deste ano.

Alfinetada
Segundo o deputado, ele foi a Lagarto parabenizar Jackson Barreto por levar investimentos para o interior e contribuir para o desenvolvimento do Estado. "O governador age diferente de outros grupos que trabalham para impedir investimentos para Sergipe, como o Proinveste e o ProRedes", afirmou.

Sarapatel de coruja
Antes de assinar ordem de serviço e convênios em Lagarto, Jackson Barreto tomou café da manhã na casa do prefeito Lila Fraga (PSDB). Estavam por lá os ex-prefeitos Jerônimo Reis (DEM) e Zezé Rocha (PMDB), os deputados federais Fábio Reis (PMDB), Rogério Carvalho (PT) e o próprio Mendonça Prado (DEM), além de vereadores e lideranças políticas do município.

Encontro reservado
Após o café da manhã, Jackson teve uma conversa reservada com o prefeito Lila Fraga e o ex-prefeito Jerônimo Reis. O tucano Lila apoiará a reeleição de Jackson, a exemplo dos Reis.

PDT
Segundo o prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Fábio Henrique, que é presidente estadual do PDT, o partido deve decidir até meados de maio quem vai apoiar nas eleições deste ano para governador. Disse que a nível nacional, o PDT já decidiu apoio a reeleição da presidente Dilma Rousseff.
 
No comando
Nesta terça-feira, o senador Eduardo Amorim (PSC) vai presidir mesa em audiência pública que ouvirá a presidente da Petrobras, Graça Foster. A audiência é conjunta das Comissões de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) e Assuntos Econômicos (CAE).

ProRedes
Deputados aprovaram ontem requerimento do deputado Francisco Gualberto (PT) pedindo urgência na tramitação do projeto de lei que trata do Proredes, projeto que consiste no financiamento de R$ 250 milhões para a saúde pública. "Isso significa dizer que agora nenhum deputado poderá utilizar a prerrogativa do pedido de vistas nas comissões com a intenção de atrasar o andamento do projeto", comemora o líder do governo.

Encontro peemedebista
A Fundação Ulysses Guimarães, presidida no Estado pelo ex-deputado federal Jorge Alberto, promove hoje o 2º Encontro Estadual do PMDB Sergipe, com o tema "Conexões e Mídias Sociais". O evento será realizado a partir das 19h, no plenário da Assembleia Legislativa.

Veja essa...
De Mendonça Prado a um grupo de pessoas, ontem, em Lagarto, ao saber que Jackson Barreto era torcedor do Vasco, que mais uma vez foi vice do Flamengo no Campeonato Carioca: "Gostei de saber que Jackson é Vasco da Gama, por ter paixão pela vice".

... e essa ...
Do ex-presidente estadual do PT, Silvio Santos, sobre o atual quadro político do Estado:  "Vixe! Lendo as notícias parece que na política sergipana atingimos aquele momento em que vaca não reconhece bezerro".

Curtas
Do ex-presidente nacional do PT, José Eduardo Dutra, sobre a morte do petista, ex-secretário da Cultura e professor Luiz Alberto: "E morreu mais um pedaço do meu PT! Valeu, camarada Luiz Alberto!"

Nesta quarta-feira, o governador Jackson Barreto vai a Nossa Senhora do Socorro assinar ordem de serviço para o reinício das obras da avenida Santa Gleide.

O líder do PSC na Câmara dos Deputados, André Moura, apresentou requerimento para que seja realizada uma Audiência Pública para discutir a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 57/11, que estabelece que os maiores de 16 anos são penalmente imputáveis. O objetivo é debater acerca da redução da maioridade penal em virtude dos altos índices de crimes cometidos por menores de 18 anos.

O deputado federal Laércio Oliveira apresentou projeto de lei 7177/14 que enquadra a pessoa portadora de visão monocular como deficiente para fins de preenchimento de cota de portadores de deficiência.